O advogado Joaquim de Campos Martins faz uma breve reflexão sobre os eventuais custos financeiros a serem suportados por quem pretende seguir a carreira advocatícia e sugere a isenção do ISS para os que atuam como autônomos no Distrito Federal.

Confira o artigo (clique aqui).

Observação: Como se trata de opinião pessoal, o texto não reflete necessariamente apurações ou argumentos da OAB/DF.