A Escola Superior de Advocacia da OAB/DF promoverá, nesta quarta-feira (27/04), às 19h30, a palestra “Alienação Parental e os Poderes do Juiz da Vara de Família”. O evento faz parte do Ciclo de Palestras e será realizado no edifício-sede, na 516 Norte. Além do desembargador do Tribunal de Justiça do DF, Arnoldo Camanho, a doutora em psicologia e especialista no assunto Sandra Baccara participará do debate.

Segundo Camanho, será discutido o que é a alienação parental e quais são os poderes de que o juiz dispõe para coibir a situação, aliando teoria à prática da advocacia nas Varas de Família. Para ele, “alienação parental é o que acontece quando um dos pais começa a ‘programar’ o filho para que passe a nutrir sentimentos de ódio e raiva em relação ao outro. Esse tipo de situação passou a merecer especial atenção em 1985, quando foi criada a expressão ‘síndrome da alienação parental’ pelo psicólogo americano Richard Gardner”.

“O tema é, infelizmente, comum em separações e, por isso mesmo, muito frequente nas Varas de Família”, frisou Camanho. A palestra interessa não só aos advogados que militam em Varas de Família, mas também a estudantes e profissionais do Direito. Arnoldo Camanho é magistrado há 21 anos, tendo atuado em Vara de Família por mais de uma década. É presidente do Instituto Brasileiro de Direito de Família do DF desde 2007.

Para assistir à palestra basta trazer uma lata de leite em pó. Para se inscrever (clique aqui). O leite arrecadado será doado a instituições de caridade. Serão conferidos certificados de 4 horas aula aos participantes.

Informações pelos telefones: 3035-7292 e 3035-7287.

Reportagem: Thayanne Braga
Foto – Valter Zica
Assessoria de Comunicação – OAB/DF