As inscrições para o I Exame de Ordem de 2007, que será realizado dia 15 de abril (primeira fase) e 03 de junho (segunda fase) já estão abertas. A primeira etapa da inscrição pode ser feita até às 16 horas do dia 27 de março (terça-feira).

A primeira etapa da inscrição consistirá na submissão, exclusivamente via Internet, no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/oab2007_1, no período entre 10 horas do dia 16 de março de 2007 e 16 horas do dia 27 de março de 2007, observado o horário oficial de Brasília/DF, do formulário de solicitação de inscrição devidamente preenchido. Submetido o formulário, o examinando deverá imprimi-lo juntamente com o correspondente boleto bancário e o recibo de entrega de documentos. O CESPE/UnB, instituição responsável pela realização da prova, não se responsabilizará por solicitação de inscrição não recebida por motivos de ordem técnica dos computadores, falhas de comunicação, congestionamento das linhas de comunicação, bem como outros fatores que impossibilitem a transferência de dados. A segunda etapa da inscrição consistirá no pagamento da taxa de inscrição em qualquer agência bancária, por meio do boleto bancário impresso na primeira etapa da inscrição. A terceira etapa da inscrição consistirá na entrega do formulário de solicitação de inscrição impresso na primeira etapa, do comprovante de pagamento da taxa de inscrição, do recibo dos documentos e dos documentos relacionados no item 1.5 do edital, no período de 16 a 27 de março de 2007, improrrogável, na sede da Seccional, entre 09 e 19 horas, na Comissão de Estágio e Exame de Ordem, 3º andar do Edifício Sede da OAB/DF (sala 304).

A inscrição do examinando somente será deferida, por parte da CEEO, após o exame da documentação, desde que comprovados os requisitos de admissibilidade. O comprovante de inscrição do examinando estará disponível no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/oab2007_1, somente após o deferimento da sua inscrição, sendo de responsabilidade exclusiva do examinando a obtenção desse documento. Para os candidatos que não dispõem de acesso à Internet, a OAB/DF disponibilizará um computador em sua sede, na SEPN Quadra 516, Bloco B, Lote nº 7, Asa Norte – Brasília/DF, das 9h às 19h, em dias úteis, conforme seu calendário de expediente. Confira o edital completo: ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL CONSELHO SECCIONAL DO DISTRITO FEDERAL EXAME DE ORDEM 2007.1 EDITAL

A ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL, SECCIONAL DO DISTRITO FEDERAL, por sua COMISSÃO DE ESTÁGIO E EXAME DE ORDEM (CEEO), nos termos do disposto no artigo 4.º do Provimento n.º 109, de 5 de dezembro de 2005, e no presente edital, torna público que estarão abertas as inscrições no período de 16 a 27 de março de 2007 para o Exame de Ordem 2007.1, requisito necessário à habilitação para o exercício da advocacia, que obedecerá às seguintes disposições. 1

DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 1.1

O Exame de Ordem será regido por este edital e pelo Provimento n.º 109/2005 do Conselho Federal da OAB, observada a Resolução CNE/CES n° 9, de 29 de setembro de 2004, e executado com os serviços técnicos especializados do Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (CESPE/UnB). 1.2

O Exame de Ordem compreenderá a aplicação de prova objetiva e de prova prático-profissional, ambas de caráter eliminatório. 1.3

A prova objetiva e a prova prático-profissional serão realizadas no Distrito Federal. 1.4

O Exame de Ordem é prestado pelo bacharel em Direito, formado em curso reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC), sediado no âmbito territorial da OAB/DF ou que tenha domicílio eleitoral no Distrito Federal, na forma do Provimento n.º 109/2005 do Conselho Federal. 1.4.1 Poderá ser deferida a inscrição do concluinte do curso de Direito, em instituição reconhecida pelo MEC, desde que o examinando, cumulativamente: a)

comprove, mediante certidão expedida pela instituição de ensino, que concluiu o curso; b)

comprove que a formatura fora marcada para data posterior à de realização do Exame de Ordem. 1.5

Para obter a sua inscrição no Exame de Ordem, o examinando deverá comprovar as condições descritas no subitem 1.4. perante a Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional do Distrito Federal, mediante a entrega dos documentos comprobatórios, em cópia autenticada em Cartório ou na própria OAB/DF, a saber: documento de identidade, observado o disposto no subitem 6.8, e o diploma ou certificado de colação de grau fornecido pela Instituição de Ensino Superior acompanhado do histórico escolar, comprovante de residência (conta de água, luz ou telefone em nome do candidato ou nome de seus pais) ou de exercício de atividade profissional no Distrito Federal ou comprovante de domicilio eleitoral no Distrito Federal. 2

DAS INSCRIÇÕES NO EXAME DE ORDEM 2.1

As solicitações de inscrições deverão ser efetuadas conforme procedimentos especificados a seguir. 2.1.1 A primeira etapa da inscrição consistirá na submissão, exclusivamente via Internet, no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/oab2007_1, no período entre 10 horas do dia 16 de março de 2007 e 16 horas do dia 27 de março de 2007, observado o horário oficial de Brasília/DF, do formulário de solicitação de inscrição devidamente preenchido. Submetido o formulário, o examinando deverá imprimi-lo juntamente com o correspondente boleto bancário e o recibo de entrega de documentos. O CESPE/UnB não se responsabilizará por solicitação de inscrição não recebida por motivos de ordem técnica dos computadores, falhas de comunicação, congestionamento das linhas de comunicação, bem como outros fatores que impossibilitem a transferência de dados. 2.1.2

A segunda etapa da inscrição consistirá no pagamento da taxa de inscrição, no valor de R$ 130,00 (cento e trinta reais), em qualquer agência bancária, por meio do boleto bancário impresso na primeira etapa da inscrição. 2.1.3

A terceira etapa da inscrição consistirá na entrega do formulário de solicitação de inscrição impresso na primeira etapa, do comprovante de pagamento da taxa de inscrição, do recibo dos documentos e dos documentos relacionados no item 1.5 deste edital, no período de 16 a 27 de março de 2007, improrrogável, na sede da Seccional, no horário de funcionamento desta. 2.2

A inscrição do examinando somente será deferida, por parte da CEEO, após o exame da documentação, desde que comprovados os requisitos de admissibilidade. 2.3

O comprovante de inscrição do examinando estará disponível no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/oab2007_1, somente após o deferimento da sua inscrição, sendo de responsabilidade exclusiva do examinando a obtenção desse documento. 2.4 Informações complementares acerca da inscrição estarão disponíveis no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/oab2007_1. 2.5

Para os candidatos que não dispõem de acesso à Internet, a OAB/DF disponibilizará um computador em sua sede, na SEPN Quadra 516, Bloco B, Lote nº 7, Asa Norte – Brasília/DF, das 9h às 19h, em dias úteis, conforme seu calendário de expediente. 2.6

O candidato que já tiver realizado Exame de Ordem neste Conselho Seccional deverá entregar apenas o comprovante de pagamento da taxa de inscrição, juntamente com o formulário de inscrição e o recibo de entrega dos documentos, no prazo estabelecido no item 2.1.3. 2.7

Todos os documentos poderão ser fotocopiados e autenticados na própria OAB/DF. 2.8

DAS DISPOSIÇÕES GERAIS SOBRE A INSCRIÇÃO PARA O EXAME DE ORDEM 2.8.1

No momento da inscrição, o examinando deverá optar por uma das seguintes áreas: Direito Administrativo, Direito Civil, Direito Constitucional, Direito do Trabalho, Direito Empresarial, Direito Penal ou Direito Tributário. 2.8.1.1

Após a efetivação da inscrição, o examinando não poderá, em hipótese alguma, alterar sua opção de área jurídica da prova prático-profissional. 2.8.2

Antes de efetuar a inscrição, o examinando deverá conhecer o edital e certificar-se de que preenche todos os requisitos nele exigidos. 2.8.3

É vedada a transferência do valor pago a título de taxa para terceiros ou para outros processos. 2.8.5.4

É vedada a inscrição condicional, a extemporânea, a via postal, a via fax ou a via correio eletrônico. 2.8.5

Para efetuar a inscrição, é imprescindível o número de Cadastro de Pessoa Física (CPF) do examinando. 2.8.6

As informações prestadas no formulário de solicitação de inscrição serão de inteira responsabilidade do examinando, dispondo a OAB/DF e o CESPE/UnB do direito de excluir do Exame aquele que não preencher a solicitação de forma completa e correta. 2.8.7

O valor referente ao pagamento da taxa de inscrição não será devolvido em hipótese alguma, salvo em caso de cancelamento do certame por conveniência da OAB/DF. 2.8.7.1

Não será aceito como pagamento de taxa de inscrição comprovante de agendamento bancário. 2.8.8 Não haverá isenção total ou parcial do valor da taxa de inscrição. 2.8.9 O comprovante de inscrição deverá ser mantido em poder do examinando e apresentado nos locais de realização das provas. 2.8.10 O examinando que necessitar de atendimento especial para a realização das provas deverá indicar, no formulário de solicitação de inscrição, os recursos especiais necessários e, ainda, entregar, até o dia 27 de março de 2007, impreterivelmente, na Seccional do DF – SEPN Quadra 516, Bloco B, Lote nº 7, Asa Norte – Brasília/DF, das 9h às 19h, em dias úteis, conforme seu calendário de expediente, laudo médico (original ou cópia simples) que justifique o atendimento especial solicitado. Após esse período, a solicitação será indeferida, salvo nos casos de força maior. A solicitação de condições especiais será atendida segundo critérios de viabilidade e de razoabilidade. 2.8.10.1 O fornecimento do laudo médico (original ou cópia simples), por qualquer via, é de responsabilidade exclusiva do examinando. A OAB/DF não se responsabiliza por qualquer tipo de extravio que impeça a chegada do laudo a esse órgão. 2.8.10.2 A candidata que tiver necessidade de amamentar durante a realização das provas, além de solicitar atendimento especial para tal fim, deverá levar um acompanhante, que ficará em sala reservada para essa finalidade e que será responsável pela guarda da criança. A candidata que não levar acompanhante não realizará as provas. 2.8.10.3 O laudo médico (original ou cópia simples) terá validade somente para este Exame e não será devolvido, assim como não serão fornecidas cópias desse laudo. 3

DAS PROVAS 3.1

Serão aplicadas prova objetiva e prova prático-profissional, de caráter eliminatório, abrangendo os objetos de avaliação constantes deste edital, conforme o quadro a seguir. QUADRO DE PROVAS PROVAS/TIPO ÁREA DE CONHECIMENTO Nº DE QUESTÕES CARÁTER (P1) Objetiva Disciplinas profissionalizantes obrigatórias e integrantes do currículo mínimo do curso de Direito, fixadas pelo CNE do MEC, conforme Resolução CNE/CES n° 9, de 29 de setembro de 2004, inclusive Código do Consumidor, Estatuto da Criança e do Adolescente, Direito Ambiental, bem como Estatuto da Advocacia e da OAB, seu Regulamento Geral e Código de Ética e Disciplina da OAB. 100 ELIMINATÓRIO (P2) Prático-Profissional Redação de peça profissional e aplicação de cinco questões, sob a forma de situações-problema, compreendendo as seguintes áreas de opção do examinando, quando da sua inscrição: Direito Administrativo, Direito Civil, Direito Constitucional, Direito Empresarial, Direito Penal, Direito do Trabalho ou Direito Tributário e do seu correspondente direito processual.

1 peça profissional e 5 questões ELIMINATÓRIO 3.2

A prova objetiva terá a duração de 5 horas e será aplicada no dia 15 de abril de 2007, às 14 horas, horário oficial de Brasília/DF. 3.2.1 A prova prático-profissional terá a duração de 5 horas e será aplicada no dia 3 de junho de 2007, às 14 horas, horário oficial de Brasília/DF. 3.3

Os locais de realização da prova objetiva serão divulgados na Internet, no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/oab2007_1, e/ou na sede da Seccional da OAB/DF na data provável de 11 de abril de 2007. São de responsabilidade exclusiva do examinando a identificação correta de seu local de realização das provas e o comparecimento no horário determinado. 3.3.1

O CESPE/UnB poderá enviar, como complemento às informações citadas no subitem anterior, comunicação pessoal dirigida ao examinando, por e-mail, sendo de sua exclusiva responsabilidade a manutenção/atualização de seu correio eletrônico, o que não o desobriga do dever de observar o edital a ser divulgado, consoante o que dispõe o subitem 3.3 deste edital. 3.4

DA PROVA OBJETIVA 3.4.1

As questões da prova objetiva serão do tipo múltipla-escolha, com quatro opções (A, B, C e D) e uma única resposta correta, de acordo com o comando da questão. Haverá, na folha de respostas, para cada questão, quatro campos de marcação correspondentes às quatro opções, A, B, C e D, sendo que o examinando deverá preencher apenas aquele correspondente à resposta julgada correta, de acordo com o comando da questão. 3.4.2

O examinando deverá, obrigatoriamente, marcar, para cada questão, um, e somente um, dos quatro campos da folha de respostas, sob pena de arcar com os prejuízos decorrentes de marcações indevidas. 3.4.3

O examinando deverá transcrever as respostas da prova objetiva para a folha de respostas, que será o único documento válido para a correção da prova. O preenchimento da folha de respostas será de inteira responsabilidade do examinando, que deverá proceder em conformidade com as instruções específicas contidas neste edital e na folha de respostas. Em hipótese alguma haverá substituição da folha de respostas por erro do examinando. 3.4.4

Serão de inteira responsabilidade do examinando os prejuízos advindos do preenchimento indevido na folha de respostas. Serão consideradas marcações incorretas as que estiverem em desacordo com este edital e/ou com a folha de respostas, tais como: dupla marcação, marcação rasurada ou emendada e/ou campo de marcação não-preenchido integralmente. 3.4.5

O examinando não deve amassar, molhar, dobrar, rasgar ou, de qualquer modo, danificar a sua folha de respostas, sob pena de arcar com os prejuízos advindos da impossibilidade de realização da leitura óptica. 3.4.6 O examinando é responsável pela conferência de seus dados pessoais, em especial seu nome, seu número de inscrição e o número de seu documento de identidade. 3.4.7

Não será permitido que as marcações na folha de respostas sejam feitas por outras pessoas, salvo em caso de examinando que tenha solicitado condição especial para esse fim. Nesse caso, se necessário, o examinando será acompanhado por agente da OAB/DF e/ou do CESPE/UnB devidamente treinado. 3.5

DA PROVA PRÁTICO-PROFISSIONAL 3.5.1

A prova prático-profissional valerá 10,00 pontos e será composta de duas partes: 3.5.1.1

Redação de peça profissional privativa de Advogado (petição ou parecer sobre assunto constante do Programa Anexo ao Provimento n.º 109/2005), valendo 5 (cinco) pontos, compreendendo a área de opção do examinando e do seu correspondente direito processual, indicada quando da sua inscrição, conforme as opções a seguir: a) Direito Administrativo; b) Direito Civil; c) Direito Constitucional; d) Direito do Trabalho; e) Direito Empresarial; f) Direito Penal; ou g) Direito Tributário. 3.5.1.2

Respostas a 5 (cinco) questões práticas, sob a forma de situações-problema valendo 1 (um) ponto cada, compreendendo a área de opção do examinando e do seu correspondente direito processual, indicada quando da sua inscrição, conforme as opções citadas no subitem anterior. 3.5.2

As folhas de textos definitivos da prova prático-profissional não poderão ser assinadas, rubricadas e/ou conter qualquer palavra e/ou marca que as identifiquem em outro local que não o apropriado, sob pena de ser anulada. Assim, a detecção de qualquer marca identificadora no espaço destinado à transcrição do texto definitivo acarretará a anulação da prova prático-profissional. 3.5.3

As folhas de textos definitivos serão os únicos documentos válidos para a avaliação da prova prático-profissional. As folhas para rascunho no caderno de prova são de preenchimento facultativo e não terão validade para efeito de avaliação. 4

DOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO E DE CLASSIFICAÇÃO 4.1

Todos os examinandos terão sua prova objetiva corrigida por meio de processamento eletrônico. 4.2

Cada questão da prova objetiva valerá 1,00 ponto. 4.3

A nota na prova objetiva será a soma das pontuações obtidas nas questões, considerando-se aprovado o examinando que obtiver o número mínimo de cinqüenta pontos, equivalente a 50 acertos. 4.4

Serão habilitados para as provas prático-profissionais os examinandos aprovados na prova objetiva, ficando eliminados os demais. 4.5

DOS TEXTOS RELATIVOS À PEÇA PROFISSIONAL E ÀS QUESTÕES 4.5.1

As questões e a redação de peça profissional serão avaliadas quanto a adequação das respostas ao problema apresentado, ao domínio do raciocínio jurídico, a fundamentação e sua consistência, a capacidade de interpretação e exposição, a correção gramatical e a técnica profissional demonstrada. 4.5.2

A redação de peça profissional terá o valor máximo de 5,00 pontos e cada questão terá o valor máximo de 1,00 ponto. 4.5.3

A nota na prova prático-profissional (NPPP) será a soma das notas obtidas nas questões e na redação da peça profissional. 4.5.4

A NPPP será calculada na escala de 0 (zero) a 10 (dez), em números inteiros. 4.5.5

Será considerado aprovado o examinando que obtiver nota igual ou superior a 6,00 pontos na prova prático-profissional. 4.5.6

Nos casos de fuga ao tema ou ausência de texto, o examinando receberá nota ZERO na redação da peça profissional ou na questão. 4.6 Os resultados das provas do Exame de Ordem, após homologação da Comissão de Estágio e Exame de Ordem, serão divulgados na sede da Seccional da OAB/DF e/ou no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/oab2007_1, ficando vedada a publicidade dos nomes dos examinandos reprovados. 4.7 Proclamado o resultado final, o examinando aprovado obterá o direito a receber o certificado de aprovação que deverá ser assinado pelo Presidente do Conselho Seccional e pelo Presidente da Comissão de Estágio e Exame de Ordem, com validade por prazo indeterminado. 5

DOS RECURSOS 5.1

Os resultados oficiais da prova objetiva e da prova prático-profissional serão divulgados na Internet, no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/oab2007_1 e/ou na sede da Seccional da OAB/DF, em data a ser determinada no caderno de prova. 5.2

O examinando que desejar interpor recurso contra o resultado da prova objetiva ou da prova prático-profissional disporá de três dias úteis para fazê-lo, a contar do primeiro dia útil subseqüente ao da divulgação dos respectivos resultados. 5.3

Para recorrer contra o resultado da prova objetiva ou da prova prático-profissional, o examinando deverá utilizar o Sistema Eletrônico de Interposição de Recurso, no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/oab2007_1, e seguir as instruções ali contidas, imprimindo-o e protocolando-o na sede da seccional da OAB/DF, no prazo previsto no item 5.2, no horário de funcionamento da Seccional, sob pena de não conhecimento do recurso. 5.4 A impressão do recurso deverá ser efetuada somente após a inclusão, pelo examinando, de todas as suas razões. Após a impressão, o sistema não permitirá ao examinando a alteração e/ou adição de suas razões recursais. 5.5

O examinando deverá ser claro, consistente e objetivo em seu pleito. Recurso inconsistente ou intempestivo será liminarmente indeferido. 5.6

O recurso não poderá conter, em outro local que não o apropriado, qualquer palavra ou marca que identifique o examinando, sob pena de ser liminarmente indeferido. 5.7

Se do Exame do recurso resultar anulação de questão integrante da prova, a pontuação correspondente a essa questão será atribuída a todos os examinandos, independentemente de terem recorrido. 5.8

Todos os recursos serão analisados e os resultados serão divulgados no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/oab2007_1. Não serão encaminhadas respostas individuais aos examinandos. 5.9

Não será aceito recurso via postal, via fax, via correio eletrônico ou, ainda, fora do prazo. 5.10 A apreciação dos recursos será procedida nos termos do Provimento 109/2005 do Conselho Federal. 5.11

Em nenhuma hipótese serão aceitos pedidos de revisão/reconsideração de decisão de recursos, a teor da parte final do art. 6.º do Provimento 109/2005 do Conselho Federal. 5.12

Recursos cujo teor desrespeite a banca serão liminarmente indeferidos. 6

DAS DISPOSIÇÕES FINAIS 6.1

A inscrição do examinando implicará na aceitação das normas para o Exame de Ordem contidas neste edital e em outros comunicados eventualmente divulgados. 6.2

É de inteira responsabilidade do examinando acompanhar a publicação de todos os atos, editais e comunicados referentes a este Exame de Ordem, bem como na Internet, no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/oab2007_1. 6.3

O examinando poderá obter informações referentes ao Exame na Seccional da OAB/DF e na Central de Atendimento do CESPE/UnB, localizada no Campus Universitário Darcy Ribeiro, Instituto Central de Ciências (ICC), ala norte, mezanino, Asa Norte, Brasília/DF, por meio do telefone (61) 3448 0100, ou via Internet, no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/oab2007_1, ressalvado o disposto no subitem 6.4 deste edital. 6.4 Não serão dadas, por telefone, informações a respeito de datas, locais e horários de realização das provas. O examinando deverá observar rigorosamente os editais e os comunicados a serem divulgados na forma do subitem 6.2. 6.5

O examinando deverá comparecer ao local designado para a realização das provas com antecedência mínima de uma hora do horário fixado para o seu início, munido de caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente, do comprovante de inscrição e do documento de identidade original. Não será permitido o uso de lápis, lapiseira, borracha e/ou corretivo de qualquer espécie durante a realização das provas. 6.6

Não será permitido o acesso ao local de realização das provas de candidatos com trajes inadequados, vedado o uso de camiseta sem manga, short, bermuda,

chinelo, sandália de dedo ou similares. 6.7

O portão será aberto às 13h e fechado às 13h45min, não sendo permitida, em hipótese alguma, a entrada de candidato após este horário.

Não será admitido ingresso de examinando no local de realização das provas após o horário fixado para o seu início. 6.8

O examinando que se retirar do ambiente de provas não poderá retornar em hipótese alguma. 6.9

Serão considerados documentos de identidade: carteiras expedidas pelos Comandos Militares, pelas Secretarias de Segurança Pública, pelos Institutos de Identificação e pelos Corpos de Bombeiros Militares; carteiras expedidas pelos órgãos fiscalizadores de exercício profissional (ordens, conselhos etc.); passaporte brasileiro; certificado de reservista; carteiras funcionais do Ministério Público; carteiras funcionais expedidas por órgão público que, por lei federal, valham como identidade; carteira de trabalho; carteira nacional de habilitação (somente o modelo aprovado pelo artigo 159 da Lei n.º 9.503, de 23 de setembro de 1997). 6.9.1

Caso o examinando esteja impossibilitado de apresentar, no dia da realização das provas, documento de identidade original, por motivo de perda, roubo ou furto, deverá ser apresentado documento que ateste o registro da ocorrência em órgão policial, expedido há, no máximo, trinta dias, ocasião em que será submetido à identificação especial, compreendendo coleta de dados, de assinaturas e de impressão digital em formulário próprio. 6.9.1.1

A identificação especial será exigida, também, ao examinando cujo documento de identificação apresente dúvidas relativas à fisionomia ou à assinatura do portador. 6.10

Não serão aceitos como documentos de identidade: certidões de nascimento, CPF, títulos eleitorais, carteiras de motorista (modelo antigo), carteiras de estudante, carteiras funcionais sem valor de identidade nem documentos ilegíveis, não-identificáveis e/ou danificados. 6.10.1

Não será aceita cópia do documento de identidade, ainda que autenticada, nem protocolo do documento. 6.11

Por ocasião da realização das provas, o examinando que não apresentar documento de identidade original, na forma definida no subitem 6.9 deste edital, não poderá fazer a prova e será automaticamente eliminado do Exame. 6.12

Para a segurança dos candidatos e a garantia da lisura do exame, a OAB/DF poderá submeter todos os examinandos a identificação grafológica no dia de realização das provas. 6.13

Não serão aplicadas provas em local, data ou horário diferentes dos predeterminados em edital ou em comunicado. 6.14

Não será permitida, durante a realização da prova objetiva, a comunicação entre os examinandos nem a utilização de máquinas calculadoras e/ou similares, livros, anotações, réguas de cálculo, impressos ou qualquer outro material de consulta. 6.14.1

Durante a realização da prova prático-profissional, será permitida a consulta à legislação, livros de doutrina e repertórios jurisprudenciais, desde que trazidos pelo candidato. 6.14.2 Durante a realização da prova prático-profissional, é proibido manter, portar ou utilizar obras que contenham formulários, modelos de petição, minutas, organogramas, ou textos com instruções sobre como preparar uma petição,

perguntas e respostas, perguntas, roteiros ou rotinas de ações, bem como apostilas, cadernos, anotações pessoais, resumos, manuscritos ou digitados, fotocópias de qualquer natureza, inseridas nas obras ou tampouco material extraído da Internet. 6.14.3 Não será permitido, ainda, obras que contenham anotações extras, manuscritas ou não, que não lhe façam parte originalmente. 6.14.4 No dia 02/06/2007, os candidatos deverão comparecer no local designado para realização da prova, entre 13h e 15h, e entregar o material de consulta que desejarem utilizar. 6.14.4.1

No mesmo dia ocorrerá a revisão do material de consulta entregue pelos candidatos. Tal revisão será realizada pelos membros da Comissão de Estágio e Exame de Ordem e por advogados designados por sua presidência. Ao final da revisão bibliográfica, não será permitida a retirada, pelos candidatos, do material de consulta já revisado. No dia da prova, 03/06/2007, não será permitida a entrada de candidatos com qualquer outro material de consulta. 6.14.4.2 O material apresentado pelos candidatos e não autorizado lhes será devolvido ao final da prova. 6.14.4.3

O candidato que utilizar, durante a realização da prova prático-profissional, obras não revisadas ou não autorizadas pela Comissão de Estágio e Exame de Ordem terá a prova retirada. 6.14.4.4

Ainda que anteriormente revisado o material de consulta, será mantido, durante a realização da prova, o procedimento de fiscalização. 6.15 Será eliminado do concurso, o examinando que, durante a realização das provas, for surpreendido portando aparelhos eletrônicos, tais como bip, telefone celular, walkman, agenda eletrônica, notebook, palmtop, receptor, gravador, máquina de calcular, máquina fotográfica, controle de alarme de carro etc., bem como relógio de qualquer espécie, óculos escuros ou quaisquer acessórios de chapelaria, tais como chapéu, boné, gorro etc. e, ainda, lápis, lapiseira, borracha e/ou corretivo de qualquer espécie. 6.15.1 A OAB/DF e o CESPE/UnB recomendam que o examinando não leve nenhum dos objetos citados no subitem anterior, no dia de realização das provas. 6.15.2 A OAB/DF e o CESPE/UnB não se responsabilizarão por perdas ou extravios de objetos ou de equipamentos eletrônicos ocorridos durante a realização das provas, nem por danos neles causados. 6.16 Não será permitida a entrada de examinandos no ambiente de provas portando armas. O examinando que estiver armado será encaminhado à Coordenação. 6.17

A OAB/DF e o CESPE/UnB poderão submeter os examinandos ao sistema de detecção de metal no dia das provas. 6.18

Não haverá segunda chamada para a realização das provas. O não-comparecimento a qualquer delas implicará a eliminação automática do examinando. 6.19

No dia de realização da prova objetiva, o examinando somente poderá retirar-se do local de realização da prova levando o caderno de prova no decurso dos últimos quinze minutos anteriores ao horário determinado para o término das provas. 6.19.1

No dia de realização da prova prático-profissional, o examinando poderá retirar-se do local de realização da prova levando as folhas de rascunho no decorrer das duas últimas horas que antecedem o término da prova, caso contrário, não serão devolvidas. 6.20

Terá suas provas anuladas e será automaticamente eliminado do Exame o examinando que, durante a sua realização: a)

for surpreendido dando e/ou recebendo auxílio para a execução das provas; b)

utilizar-se de livros, dicionários, notas e/ou impressos que não forem expressamente permitidos e/ou que se comunicar com outro examinando; c)

for surpreendido portando aparelhos eletrônicos, tais como bip, telefone celular, walkman, agenda eletrônica, notebook, palmtop, receptor, gravador, máquina de calcular, máquina fotográfica, controle de alarme de carro etc., bem como relógio de qualquer espécie, óculos escuros ou quaisquer acessórios de chapelaria, tais como chapéu, boné, gorro etc. e, ainda, lápis, lapiseira, borracha e/ou corretivo de qualquer espécie; d)

faltar com o devido respeito para com qualquer membro da equipe de aplicação das provas, com as autoridades presentes e/ou com os demais examinandos; e)

fizer anotação de informações relativas às suas respostas no comprovante de inscrição e/ou em qualquer outro meio, que não os permitidos; f)

recusar-se a entregar o material das provas ao término do tempo destinado para a sua realização; g)

afastar-se da sala, a qualquer tempo, sem o acompanhamento de fiscal; h)

ausentar-se da sala, a qualquer tempo, portando a folha de respostas e/ou a folha de texto definitivo; i)

descumprir as instruções contidas nos cadernos de prova, na folha de respostas e/ou a folha de texto definitivo; j)

perturbar, de qualquer modo, a ordem dos trabalhos, incorrendo em comportamento indevido; k)

utilizar ou tentar utilizar meios fraudulentos ou ilegais para obter aprovação própria ou de terceiros, em qualquer etapa do Exame. 6.21

Não haverá, por qualquer motivo, prorrogação do tempo previsto para a aplicação das provas em razão do afastamento de examinando da sala de provas. 6.22

No dia de realização das provas, não serão fornecidas, por qualquer membro da equipe de aplicação destas e/ou pelas autoridades presentes, informações referentes ao seu conteúdo e/ou aos critérios de avaliação e de classificação. 6.23

Se, a qualquer tempo, for constatado, por meio eletrônico, estatístico, visual, grafológico ou investigação policial, ter o examinando utilizado processo ilícito, suas provas serão anuladas e ele será automaticamente eliminado do Exame. 6.24 O Provimento n.º 109, de 5 de dezembro de 2005, do Conselho Federal da OAB, constitui parte integrante deste Edital. 6.25

Os casos omissos serão resolvidos pelo Presidente da Comissão de Estágio e Exame de Ordem, sendo a decisão irrecorrível. 6.26

Legislação com entrada em vigor após a data de publicação deste edital, bem como alterações em dispositivos legais e normativos a ele posteriores não serão objeto de avaliação nas provas do Exame de Ordem. 6.27

Quaisquer alterações nas regras fixadas neste edital só poderão ser feitas por meio de outro edital. 7

DOS OBJETOS DE AVALIAÇÃO (HABILIDADES E CONHECIMENTOS) 7.1

Na prova objetiva, serão avaliados, além das habilidades, conhecimentos jurídicos, dentro das disciplinas profissionalizantes obrigatórias e integrantes do currículo mínimo de Direito, fixadas pelo CNE do MEC, bem como pelo Estatuto da Advocacia e da OAB, o seu Regulamento Geral e o Código de Ética e Disciplina da OAB. 7.2

Na prova prático-profissional, serão avaliados, além das habilidades, conhecimentos, conforme especificação a seguir. 1)

Processo Judicial: distribuição, autuação, citação, intimação, remessa, recebimento, juntada, vista, informação, certidão e conclusão. 2)

Mandado, contrafé, carta precatória, carta rogatória, carta de ordem, edital, alvará, certidão, traslado, laudo, auto, fotocópia e conferência. 3)

Valor da causa, conta, cálculo, penhora, avaliação, carta de arrematação, carta de adjudicação, carta de remição, carta de sentença. 4)

Provas: depoimento pessoal, confissão, exibição de documento ou coisa, prova documental, prova testemunhal, prova pericial. 5)

Petição inicial, contestação, exceções, reconvenção, litisconsórcio, intervenção de terceiro, assistência, impugnações, réplicas, pareceres, cotas, memoriais. 6) Despachos, sentenças, acórdãos. Tutela antecipatória. Audiência: de conciliação, de instrução e julgamento. 7)

Apelação, agravos, embargos e reclamações. 8)

Medidas Cautelares. 9)

Mandado de Segurança: individual e coletivo. 10)

Ação Popular. 11)

Habeas Corpus. 12)

Execução Fiscal. Ação de Repetição de Indébito. Ação Declaratória em Matéria Tributária. Ação Anulatória de Débito Fiscal. 13)

Reclamação Trabalhista. Defesa Trabalhista. Recurso Ordinário. 14)

Ação de Procedimentos Ordinário e Sumário. 15)

Ação Monitória. 16)

Ação de Usucapião. Ações Possessórias. 17)

Ação de Despejo. Ação Revisional de Aluguel. Ação Renovatória de Locação. 18)

Ação de Consignação em Pagamento. 19)

Processo de Execução. Embargos do Devedor. 20)

Inventário, Arrolamento e Partilha. 21)

Separação Judicial e Divórcio. 22)

Ação de Alimentos. Ação Revisional de Alimentos. 23)

Inquérito Policial. Ação Penal. 24)

Queixa-crime e representação criminal. 25)

Apelação e Recursos Criminais. 26)

Contratos. Mandato e Procuração. 27)

Organização Judiciária Estadual. 28)

Desapropriação. Procedimentos Administrativos. 29)

Juizados Especiais Cíveis e Criminais. 30) Recursos em geral. 31)

Consoante o disposto no anexo do Provimento n.º 109/2005 do Conselho Federal da OAB a prova prático-profissional poderá abranger situações relacionadas à Lei de Organização Judiciária, à Lei Orgânica e normas que digam respeito às atividades desenvolvidas no Distrito Federal, desde que ligadas à Advocacia, direta ou indiretamente.

Brasília, 14 de março de 2007.

Paulo R. Thompson Flores Presidente da Comissão de Estágio e Exame de Ordem da OAB/DF

Estefânia Viveiros Presidente da Seccional OAB/DF