Brasília, 15/01/2013 – Com o objetivo de valorizar a advocacia pública federal e construir mais interlocução da OAB/DF com esse segmento, que conta com representativo número de profissionais em todo o país – cerca de 8 mil –, o presidente Ibaneis Rocha criará uma comissão específica para representar os advogados públicos federais junto à entidade.

Para o advogado da União e conselheiro seccional, Rodrigo Frantz Becker, a Comissão da Advocacia Pública Federal será uma representação atuante no órgão. Terá uma equipe de quinze membros distribuídos entre as quatro carreiras da advocacia pública, que englobam a Procuradoria Federal, a Procuradoria do Banco Central, a Procuradoria da Fazenda Pública e a Advocacia da União.

Na avaliação do presidente da OAB/DF, Ibaneis Rocha, a partir de agora as questões específicas dos advogados públicos receberão privilegiado espaço de discussão e encaminhamento nas reuniões da comissão marcadas para a primeira terça-feira de cada mês, sempre às 18h, abertas a todos os interessados.

O primeiro encontro foi realizado em 8 de janeiro, com a participação de quinze profissionais. Foram abordadas questões como a composição da Comissão da Advocacia Pública Federal; a participação de representantes de associações da advocacia pública como membros consultivos na equipe; a atuação da OAB/DF na defesa dos honorários; e a indicação de um membro do grupo para participar da Comissão de Prerrogativas.

O conselheiro Rodrigo Becker acredita que a realização de reuniões mensais com a diretoria da OAB/DF trará resultados significativos. “Esse espaço é bastante oportuno, e o diálogo é fundamental para a valorização da advocacia pública”.

Além de confirmar a sua participação na Comissão da Advocacia Pública Federal, Becker também faz parte da equipe da Comissão de Recreação, Esporte e Lazer. “Sou frequentador do Clube dos Advogados e pratico esportes. Portanto, considero uma área muito importante. Minha proposta é promover eventos que incentivem a classe a participar das variadas modalidades esportivas”.

Reportagem e foto – Helena Cirineu

Comunicação Social – Jornalismo
OAB/DF