De sexta-feira a domingo, de 16 a 18 de março, o global Lúcio Mauro Filho – o Tuco da “Grande Família” – estreia na sala Villa-Lobos, do Teatro Nacional, seu mais novo espetáculo: “Clichê”. Uma comédia que faz brincadeira com o uso excessivo de frases feitas, situações recorrentes e lugares-comuns, presentes em qualquer diálogo, especialmente nos dias de hoje.

O advogado da OAB/DF terá desconto de 50% no ingresso, ou seja, pagará apenas R$ 30,00, bastando apresentar o documento de identificação. O desconto também vale para o acompanhante.

Em mais de uma hora de espetáculo, Lúcio Mauro Filho interage com a plateia num monólogo recheado de piadas. O ator explica a origem de mais de 600 tipos de clichês numa crítica inteligente e divertida à tendência do brasileiro de aderir, quase sem querer, a recursos batidos e bordões. Sucesso absoluto de público e crítica em todo o Brasil, a comédia tem texto de Marcelo Pedreira e direção de Rubens Camelo.

“O grande barato é que as pessoas não percebem que usam clichês o tempo todo. A peça sempre causa um grande espanto na plateia ao levantar esta questão: os clichês tornam a vida confortável ou são criados para massificar uma civilização?”, questiona Lúcio Mauro Filho.

O ESPETÁCULO

Quem com ferro fere com ferro será ferido, e, como diz o ditado, a justiça tarda mas não falha. Por isso mesmo, já era mais do que chegada a hora e a vez de alguém acertar as contas com os clichês, fazendo um espetáculo que colocasse os pingos nos “is”.

Dizem que a vingança é um prato que se come frio, mas em CLICHÊ os espectadores podem esperar pelo calor do momento e altas doses de adrenalina, pois reza a lenda que Lúcio Mauro Filho não é flor que se cheire, nunca sobe num palco pra jogar conversa fora e adora jogar merda no ventilador…

Para comandar esse combate sem trégua contra os clichês, ninguém melhor que RUBENS CAMELO, que por N motivos, de A a Z, é o cão chupando manga quando se trata de colocar ordem nessa casa da mãe Joana, onde nem tudo que reluz é ouro.

E foi assim, movido pelo X da questão de ver o circo pegar fogo que criamos este espetáculo, pois a bem da verdade, verdade seja dita, quando se trata de clichês da linguagem, a verdade nua e crua é ruim demais para ser mentira.

SERVIÇO
CLICHÊ, com Lúcio Mauro Filho
16, 17 e 18 de março
Sexta e sábado às 21h e domingo às 20h
Teatro Nacional – Sala Villa-Lobos
Informações: (61) 3325-6256 / 3325-6239
Não recomendado para menores de 14 anos.
Ingressos: R$ 60,00 (inteira) R$ 30,00 (meia)

Reportagem – Helena Cirineu
com informações do autor Marcelo Pedreira
Comunicação Social – Jornalismo
OAB/DF