Brasília, 11/01/2012 – Acolhendo solicitação da OAB/DF no sentido de melhorar as condições de trabalho dos advogados e atender suas prerrogativas, o Centro de Detenção Provisória (CDP) deu início à construção de sete novos parlatórios, que substituirão as duas salas onde os advogados recebiam seus clientes. Com instalações e sistema de comunicação mais modernos, a nova construção vai oferecer aos profissionais mais conforto e agilidade no atendimento.

As obras se iniciaram na segunda quinzena de dezembro, e a previsão é de que sejam concluídas e entregues em meados de março. Enquanto isso, a equipe de prerrogativas da OAB/DF pede a compreensão dos advogados, que terão de assistir seus clientes em espaços improvisados. Conforme informou o diretor do CDP, Nivaldo Oliveira da Silva, no bloco 1, onde estão sendo construídos os parlatórios, existem cerca de 1.200 presos, e o atendimento deve ficar mais lento durante o período de construção.

Nivaldo destacou ainda os benefícios que as obras irão proporcionar a quem milita na área. “As salas serão bem mais estruturadas, com moderno sistema de audição, podendo sete advogados fazerem atendimento simultâneo, reduzindo o tempo de espera”. De acordo com informações do gerente de Controle e Administração Penitenciária, Alisson Lopes, as salas antigas já foram derrubadas e está em andamento a parte estrutural e de alvenaria da obra, com o levantamento das paredes.

Reportagem – Helena Cirineu

Comunicação Social – Jornalismo
OAB/DF