Advogados, presidentes e conselheiros da OAB de todo o Brasil estiveram reunidos entre os dias 25 e 29 de setembro para discutir “República, Poder e Cidadania”. O conselheiro federal da Ordem dos Advogados do Brasil pelo Distrito Federal José Eduardo Rangel de Alckimin apresentou um painel que discutiu a duração dos mandatos políticos e a reeleição.

O tema foi tratado no painel “República e Sistema Eleitoral”. “Houve, em primeiro lugar, uma crítica ao presidencialismo, como um sistema que tem sido causador de muitos problemas institucionais, não só no Brasil, mas em outros países da América Latina”, disse o conselheiro federal pelo Distrito Federal. Nesse sentido, após uma votação, os presentes na discussão concluíram que o melhor seria a mudança para o sistema parlamentarista.

Quanto à duração dos mandatos e às regras de reeleição, o conselheiro disse que deveria continuar a ser de quatro anos com possibilidade de apenas uma reeleição. Sendo assim, o povo estaria tendo a oportunidade de decidir se o governante merece continuar por mais um período ou ter o mandato interrompido.

A presidente da OAB-DF, Estefânia Viveiros, e o vice-presidente, Paulo Thompson Flores, acompanharam todo o debate. Os presidentes das subseções do Distrito Federal, Rafael Alexandre da Silva (Ceilândia), José Adilson Barbosa (Gama), Mário Gonçalves (Planaltina), Edvaldo Souza (Samambaia), Joaquim de Arimathéa Dutra Júnior (Sobradinho) e Aílton Coelho (Taguatinga) também estiveram presentes no painel.