Os advogados e estagiários voluntários da Fundação de Assistência Judiciária (FAJ) da OAB-DF atenderam à população carente em Ceilândia, Gama e Sobradinho pela Edição Nacional do Programa Ação Global, neste sábado (10). Os portões do SESI abriram às 9h da manhã e tiveram as atividades encerradas às 17h. Em Ceilândia, até às 11h, mais de 100 pessoas já tinham recebido orientação jurídica.

A dona de casa Marineide Martins resumiu em poucas palavras a importância de receber o auxílio da FAJ. “É a solução!”, repetia Marineide. Há dois anos cria um menino e os pais nunca mais apareceram para vê-lo. Agora, procura uma forma de conseguir a guarda do menor. “Já fui no fórum e não consegui resolver nada”, contou a dona de casa.

Marcelo Alves, desempregado, aguardava a chance de saber como dar o sobrenome ao filho. Já tinha ouvido falar por amigos que ali receberia uma orientação melhor. “Não fiquei cinco minutos na fila. Aqui é rápido!”, disse Marcelo.

Segundo o advogado voluntário da FAJ, Valdemir Carvalho, a maioria dos casos atendidos costumam ser questões de família e trabalho. “A orientação que damos é de grande valia porque a pessoa vem aqui perdida. São casos simples e as pessoas humildes acham que não vale a pena procurar a justiça”, explica Valdemir. O advogado acredita que não é só a população carente que sai ganhando com esse trabalho. “As pessoas atendidas saem felizes. A gente se sente recompensado de sacrificar o sábado para estar aqui”, disse o advogado.