Brasília, 7/2/2014 – Representando o presidente da OAB/DF, o vice-presidente Severino Cajazeiras participou de debate para discutir a crise na segurança pública no Distrito Federal, na tarde dessa quinta-feira (6), na Câmara Legislativa. O evento contou com a participação de parlamentares, representantes da comunidade e de entidades da sociedade civil, dirigentes de associações de policiais, do secretário de Segurança do GDF, Sandro Avelar, e da mãe de Leonardo Monteiro, assassinado em Águas Claras na semana passada, Ana Cleide Almeida.

O debate foi sugerido pela deputada Celina Leão (PDT), com o apoio de vários distritais. Dezenas de participantes e deputados distritais utilizaram o microfone para comentar a crise ou sugerir medidas para resolver o problema. Representantes das associações de policiais cobraram a abertura de diálogo com o governador Agnelo Queiroz e o cumprimento das promessas de campanha.

O secretário de Segurança ouviu vários participantes e só se manifestou quase no final do debate, elogiando a maturidade das discussões. Para ele, a legislação é frouxa com os adolescentes, criminosos reincidentes e consumidores de drogas. Avelar citou dados para demonstrar que as polícias militar e civil bateram recordes de produtividade no em 2013, mesmo trabalhando no limite e com o mesmo efetivo de 20 anos atrás e com o crescimento populacional registrado no período. “No ano passado, o DF conseguiu sair do rol das 50 cidades mais violentas do mundo, que ainda tem 16 cidades brasileiras”.

Sobre as reivindicações dos policiais, o secretário explicou que são de competência do Governo Federal, adiantando que uma solução está sendo construída, apesar das dificuldades do cenário atual.

Com informações da Assessoria de Comunicação da Assembléia Legislativa.
Comunicação Social – Jornalismo
OAB/DF