Atualizada às 20h Um movimento para limpar Brasília da corrupção foi lançada nesta sexta-feira (4) na sede da OAB/DF. O objetivo é mobilizar todos os cidadãos da capital federal para participar ativamente da luta contra corrupção, recuperar a autoestima do brasiliense e melhorar a imagem da cidade. Participaram do lançamento do Movimento Brasília Limpa a presidente da Seccional, Estefânia Viveiros; o presidente da Associação Brasileira de Imprensa (ABI) em Brasília, Tarcísio Holanda; e o presidente do Sindicato das Agências de Propaganda, Fernando Brettas. Apoiam o movimento, mas não puderam comparecer, o presidente da Associação dos Docentes da Universidade de Brasília, Flávio Botelho, e o presidente do Sindicato dos Publicitários, Pedro Abelha.

Estefânia disse que Brasília está vivenciando uma crise institucional, de governabilidade e de imagem, diante da gravidade dos episódios de corrupção que vêm sendo denunciados há uma semana. “Em suma, Brasília está suja”, concluiu. Segundo ela, a limpeza dessa corrupção deve começar pelo afastamento de todos os envolvidos nos recentes acontecimentos. “A gravidade dos fatos e a situação crítica em que nossa cidade se encontra não permitem que simplesmente aguardemos a conclusão de inquéritos policiais e os julgamentos pela Justiça, naturalmente demorados”, defendeu.

Fernando Brettas lançou o site www.brasilialimpa.com.br. A iniciativa é um movimento independente, apartidário e sem objetivos eleitorais. Segundo Brettas, a sociedade precisa pressionar para que realmente haja punição dos políticos corruptos. “Político só renuncia com pressão popular”, afirmou o presidente.

Branco Brettas pediu o apoio dos moradores de Brasília para que todos façam uso da cor branca na quinta-feira (10). Seja a roupa, uma fita na antena do carro ou um pano branco pendurado na janela. Sugeriu também que os faróis dos automóveis sejam mantidos acesos durante o dia. “Um pequeno gesto como esse é de suma importância para acabarmos com a corrupção existente na capital”, declarou.