Brasília, 4/01/2011 – O presidente da OAB/DF, Francisco Caputo, prestigiou, no domingo (02/01), a cerimônia de posse do ministro da Justiça, José Eduardo Martins Cardozo, realizada no Palácio da Justiça. “Ele irá contribuir de maneira decisiva para que o Brasil continue no seu caminho de desenvolvimento social, que é o grande desafio que se apresenta para a presidente Dilma Rousseff, que tem o forte compromisso de acabar com a miséria e com a desigualdade humana que ainda prevalecem no país, apesar dos enormes esforços feitos nos últimos oito anos pelo governo”.

De acordo com o ex-ministro Luiz Paulo Barreto, “deixamos pronto um plano de segurança para a Copa do Mundo em 2014, no Brasil, e tenho certeza de que o novo ministro manterá o fortalecimento institucional do ministério e estreitará ainda mais as relações com Estados e municípios”.

No discurso, Cardozo homenageou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva: “Milhões de brasileiros passaram a comer mais, a trabalhar, a estudar, a viver com dignidade, a ter luz nas suas casas. Deixaram a condição de meros cidadãos formais para serem cidadãos reais”. O novo ministro prometeu o combate à corrupção, ao crime organizado e forte aliança com as secretarias estaduais de segurança pública. “A Polícia Federal não pode ser a polícia de um governo, deve ser a polícia do Estado brasileiro”.

Sobre o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), Cardozo garantiu que continuará a ter papel ativo na adoção de ações efetivas de proteção à ordem econômica e à livre concorrência, prevenindo, apurando e reprimindo infrações. O conselheiro e presidente interino do Cade, Fernando Furlan, contou que o conselheiro Vinícius Carvalho foi escolhido para o cargo de secretário do Direito Econômico. “Nos dá uma perspectiva muito boa de proximidade, de entendimento e de trabalho conjunto. Temos condições de dar conta dos desafios deste ano”.

O evento contou com a presença de diversas autoridades, como o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Ricardo Lewandowski; o Procurador Geral da República, Roberto Gurgel; o Advogado Geral da União, Luís Inácio Lucena Adams; o ministro da Defesa, Nelson Jobim; e o governador do Ceará, Cid Gomes.

O ex-presidente da OAB/DF, Esdras Dantas, também assistiu à cerimônia. “Vai ser um novo período, continuação de um trabalho que já vem sendo feito. Cardozo é uma pessoa competente, da área jurídica. Tenho certeza de que fará um bom trabalho, sobretudo no que diz respeito ao combate à corrupção”.

Segundo Caputo, a expectativa da Ordem é colaborar com o Ministério da Justiça e com o governo da presidente Dilma Rousseff, “para que o Brasil continue se desenvolvendo, distribuindo melhor a sua renda e proporcionando dignidade a todos”.

Thayanne Braga
Assessoria de Comunicação – OAB/DF