Brasília, 19/04/2013 – A Coordenadoria de Saúde da Comissão de Direitos Humanos da OAB/DF visitou as instalações da maternidade e a UTI neonatal do Hospital Regional da Ceilândia (HRC), nesta sexta-feira (19/04), para verificar a real situação do local. A preocupação surgiu com o óbito de sete recém-nascidos nas últimas duas semanas, vítimas de um surto advindo de infecção provocada pela bactéria Serratia marscenses, presente no trato gastrointestinal e que se prolifera através de mãos não-higienizadas.

Segundo a coordenadora Regiane Presot, a comissão fará um relatório a partir da visita realizada e dos prontuários e relatórios médicos que constam a causa mortis dos recém-nascidos, encaminhados pelo RHC. Regiane disse ainda que o documento irá propor que a Secretaria de Saúde do DF repense a política da unidade.

Reportagem – Priscila Gonçalves
Foto – Valter Zica
Comunicação Social – Jornalismo
OAB/DF