Brasília, 08/07/2011 – A Comissão de Direito do Terceiro Setor da OAB/DF reuniu-se, na última segunda-feira (04/07), com representantes da Associação Cultural Menino de Ceilândia e com especialistas da área. “O objetivo foi ouvir as instituições e perceber as demandas que apresentam, para que possamos atuar de forma a atendê-las”, ressaltou o Márcio André Alves do Prado, presidente da comissão.

“Hoje o Terceiro Setor é o ramo social que mais tem crescido no país, por uma razão bem simples: a sociedade tem tentado de forma heroica suprir, ainda que de forma parcial, as demandas do Estado que não têm sido totalmente atendidas”, frisou Prado. Destacou as principais atividades previstas no regimento, como: prestar assessoria técnica, atuar como fiscal, apoiar e capacitar representantes do Terceiro Setor e também mediar entre o Estado e as instituições. Uma de suas metas é elaborar uma cartilha informativa.

Em maio, os membros da comissão reuniram-se com o procurador de Justiça, José Eduardo Sabo Paes, e representantes de instituições do Terceiro Setor, dentre elas a Abrace. Na ocasião, Eduardo Sabo elogiou a iniciativa da OAB/DF de criar essa comissão e observou o papel fundamental da Seccional em defesa da sociedade. Segundo Prado, a comissão pretende marcar uma audiência com o secretário do Desenvolvimento Social, “o responsável pela maioria dos repasses de verba para o Terceiro Setor no DF”.

O novo email da comissão é: [email protected]

Reportagem – Thayanne Braga
Assessoria de Comunicação – OAB/DF