A Comissão de Direito Desportivo da OAB/DF teve cinco membros indicados para integrar o Pleno do Tribunal de Justiça Desportiva da Federação Brasiliense de Futebol (TJD/DF-FBF). Além do vice-presidente da comissão, Edvaldo Soares Brasileiro, que já havia sido indicado pelo Sindicato dos Árbitros de Futebol do Distrito Federal (SAF/DF), também foram escolhidos: o presidente da comissão, Fernando Silva Junior (FBF); o conselheiro Conceição José Macedo (OAB/DF); Jorge Luiz de Moura Andrade (Clubes da 1º Divisão do DF); e Dário Ruiz Gastaldi (FBF).

A OAB/DF teve ainda mais dois conselheiros indicados: José Carlos de Matos, pelos Clubes da 1º Divisão do DF e Henrique Celso Sousa Carvalho, indicado pela própria Seccional. O Sindicato dos Atletas Profissionais de Futebol do Distrito Federal, por sua vez, indicou os advogados Vicente Wilson Ferreira Reis e Mozart Gouveia Belo da Silva, completando, assim, a nominata dos nove membros que exercerão mandatos com duração estabelecida na Lei Geral do Desporto (Lei Pelé), de quatro anos.

“O fato de todos os membros do TJD/DF-FBF serem integrantes dos quadros da Ordem dos Advogados do Brasil, sendo inclusive membros do Conselho Seccional e de sua comissão temática específica do tema, demonstram a sensibilidade e a preocupação da OAB/DF que, às vésperas de eventos que serão realizados em nossa cidade e em nosso país (Copa das Confederações de 2013, da Copa do Mundo de 2014 e Olimpíada de 2016), tem procurado capacitar a comunidade jurídica para um novo e promissor segmento jurídico, além de pugnar pelo fortalecimento das instituições desportivas”, afirmou Fernando Silva Junior, presidente da Comissão de Direito Desportivo.

O TJD/DF-FBF, de acordo com o art. 217 da Constituição Federal, tem por atribuição processar e julgar ações relativas à disciplina e às competições desportivas realizadas pela Federação Brasiliense de Futebol, entidade de administração do futebol profissional no Distrito Federal, filiada e representante da CBF. Atualmente, está sendo comandada pelo também advogado Miguel Alfredo de Oliveira Junior.

Reportagem – Priscila Gonçalves

Comunicação Social – Jornalismo
OAB/DF