Sessão solene lotou o salão nobre da OAB/DF

A seccional do Distrito Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/DF) e o Instituto dos Advogados do Distrito Federal (IADF) homenagearam nesta quinta-feira (28/3), em sessão conjunta do Conselho Pleno, o desembargador Flavio Renato Jaquet Rostirola, que faleceu no último dia 15 em consequência de um tumor.

Da tribuna do salão nobre da OAB/DF, o vice-presidente do IADF, Jackson Di Domênico, apresentou uma homenagem póstuma da seccional do DF e do Instituto a Rostirola na forma de um livreto, distribuído aos mais de cem presentes à sessão. Assinado por familiares, funcionários da equipe de Rostirola no TJDFT, advogados e desembargadores, a publicação traz textos lembrando a trajetória de Flavio na vida pessoal e profissional, além de uma poesia escrita pelo presidente do TJDFT, Romão Cícero Oliveira, em homenagem a Flavio Rostirola.


Jackson Di Domênico apresentou livreto
com homenagem póstuma da OAB/DF e
do IADF a Rostirola

Antes da homenagem apresentada por Domênico, ao abrir a sessão, o presidente da OAB/DF, Délio Lins e Silva Junior, afirmou que “Rostirola era um advogado dentro do Tribunal”, enquanto o presidente do IADF, Cláudio Santos, destacou que a proposta de uma sessão conjunta em memória ao desembargador partiu de Francisco Lacerda, presidente da seccional DF no triênio 1989/1991.

Em nome do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), e ao lado dos desembargadores Diaulas Costa Ribeiro e João Batista Teixeira durante a sessão solene, o desembargador Roberval Casemiro Belinati, lembrou as virtudes de Rostirola e narrou em detalhes sua luta contra a doença. “Neste último ano, tive uma convivência intensa com o desembargador Flavio. Acompanhei o dia a dia do seu problema de saúde e tive a oportunidade de auxiliá-lo em muitos procedimentos médicos. A doença era grave, mas ele nunca perdeu a esperança, nunca mesmo, sempre acreditou na recuperação”, destacou.


O desembargador Roberval Belinati
lembrou a luta de Rostirola contra o tumor

Belinati lembrou que conheceu Rostirola no Centro Universitário UDF. “Dei aula lá por dez anos e Flavio foi meu colega, lá começamos uma convivência”, disse. Emocionado, evocou a presença do amigo, sem deixar de ressaltar sua própria fé católica. “Desembargador Flávio, eu tenho certeza de que você está aqui. Você honrou a toga, a magistratura e a advocacia, você cumpriu a missão que recebeu de Deus. Agora, ore por nós”, encerrou.

Quinto Constitucional
O presidente da Comissão de Direitos Humanos, Eduardo Lowenhaupt da Cunha, ressaltou que Rostirola “honrou com lealdade o cargo de desembargador nomeado em vaga destinada à advocacia”. “Ele honrou a missão que nós advogados a ele atribuímos e sempre destacou a necessidade de que o Poder Judiciário fosse simples e acessível, razão porque seu gabinete sempre esteve de portas abertas” disse.


Para Eduardo Lowenhaupt, da Comissão
de Direitos Humanos da OAB/DF, Rostirola
honrou a advocacia dentro do Tribunal

Coube a Safe Carneiro, que presidiu a OAB/DF de 1998 a 2003, subir à tribuna para encerrar a sessão. “Meus queridos conselheiros, retorno a esta tribuna num momento de dor e saudade. É com profunda tristeza que falo de Rostirola, que foi meu conselheiro nos dois períodos em que presidi esta Casa, que foi meu amigo da vida toda, que honrou a vaga da advocacia no TJDFT, e que, de propósito, foi quem mais me ajudou a redigir o regimento desta Casa, em vigor até hoje”, disse.


Ex-presidente da OAB/DF, Safe Carneiro
lembrou que Rostirola o ajudou a construir
o regimento interno da Casa
 

Biografia
Natural de Porto Alegre (RS), Flávio Rostirola atuava como Presidente da 3ª Turma Cível do TJDFT, bem como membro da 1ª Câmara Cível e da Câmara de Uniformização. Natural de Porto Alegre e bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais pela UniSinos e pós-graduado em Metodologia do Ensino Superior, atuou como docente em faculdades, cursos preparatórios e outros.

Foi nomeado desembargador do TJDFT em 30 de março 03 de 2005, em vaga destinada à OAB/DF. Era presidente do Comitê do Processo Judicial Eletrônico e coordenador do programa Justiça e Cidadania na Escola no DF. 

Em junho de 2018, foi homenageado com a Comenda e o Diploma Louis Ferdinand Cruls, conferidos pela Academia Brasileira de Ciências, Artes, História e Literatura (Abrasci), no Senado Federal, em comemoração aos 125 anos do Relatório Parcial da Missão Cruls. Em 23/8/2018, foi empossado no colegiado da Abrasci, onde assumiu a titularidade da cadeira n° 10, patroneada pelo capitão Luís Carlos Prestes. Na ocasião, foi também condecorado com o colar do Mérito Cultural do sodalício.

Texto: Ana Lúcia Moura
Fotos: Valter Zica