A Seccional do Distrito Federal da Ordem dos Advogados do Brasil homenageou na quinta-feira (6) o vice-presidente do Tribunal de Justiça do DF, desembargador Eduardo Alberto de Moraes Oliveira. Em reconhecimento à trajetória de vida e aos serviços prestados à advocacia brasiliense, Oliveira foi condecorado com uma placa comemorativa, durante sessão ordinária do Conselho Pleno, às 18h30. A placa foi entregue pela presidente da Seccional, Estefânia Viveiros. Antes da condecoração, o presidente da Comissão de Assuntos Constitucionais e Legislação da OAB/DF, Alberto Vasconcellos, leu a biografia do desembargador e falou em nome dos advogados do Distrito Federal. “Faço votos de que em breve possamos tê-lo em nossos quadros”, destacou o conselheiro. “Durante o meu primeiro mandato percorremos juntos todos os fóruns do Distrito Federal e foi uma experiência fantástica, aprendi muito com o desembargador”, ressaltou Estefânia. u003cp styleu003d”margin:0cm 0cm 0pt”> u003c/p> u003cp styleu003d”margin:0cm 0cm 0pt;text-align:justify”>Moraes Oliveira deixará a magistratura em função da aposentadoria, prevista para o dia 19 de dezembro. O desembargador agradeceu o gesto dos operadores do Direito. “Ser vice-presidente do TJDFT é uma honra tão grande quanto à de receber esta homenagem”, afirmou. Logo em seguida disse: “tenho vontade de voltar à advocacia”. A esposa dele, Maria Iris da Cruz de Moraes Oliveira, também foi agraciada. Ela recebeu um buquê de flores das mãos de Estefânia Viveiros. u003c/p> u003cp styleu003d”margin:0cm 0cm 0pt”> u003c/p> u003cp styleu003d”margin:0cm 0cm 0pt;text-align:justify”>Diversas autoridades prestigiaram a cerimônia, entre elas o presidente do TJDFT, desembargador Lécio Resende. “Vejo esta homenagem como um ato de absoluta Justiça e digo mais, a aposentadoria que se aproxima vai provocar uma perda irreparável para o nosso tribunal”, afirmou Lécio. Além dos citados e de diversos conselheiros seccionais, estavam presentes os membros da diretoria: Eduardo Roriz, secretário-geral; e Félix Palazzo, secretário-geral adjunto. u003c/p>”,1] ); //–> Moraes Oliveira deixará a magistratura em função da aposentadoria, prevista para o dia 19 de dezembro. O desembargador agradeceu o gesto dos operadores do Direito. “Ser vice-presidente do TJDFT é uma honra tão grande quanto à de receber esta homenagem”, afirmou. Logo em seguida disse: “tenho vontade de voltar à advocacia”. A esposa dele, Maria Iris da Cruz de Moraes Oliveira, também foi agraciada. Ela recebeu um buquê de flores das mãos de Estefânia Viveiros. Diversas autoridades prestigiaram a cerimônia, entre elas o presidente do TJDFT, desembargador Lécio Resende. “Vejo esta homenagem como um ato de absoluta Justiça e digo mais, a aposentadoria que se aproxima vai provocar uma perda irreparável para o nosso tribunal”, afirmou Lécio. Além dos citados e de diversos conselheiros seccionais, estavam presentes os membros da diretoria: Eduardo Roriz, secretário-geral; e Félix Palazzo, secretário-geral adjunto. Também prestigiaram a cerimônia os desembargadores Flávio Rostirola, Nivio Gonçalves, José Cruz Macedo, João de Assis Mariosi, Getúlio Vargas de Moares Oliveira e José Jerônimo Bezerra de Souza. Além do procurador-geral do DF, Túlio Arantes; e dos juízes Romes Eduardo da Cruz Moraes Oliveira, James Eduardo da Cruz Moraes de Oliveira e Maria Isabel da Silva.