Brasília, 05/04/2013 – O Conselho Pleno da OAB/DF reuniu-se na noite dessa quinta-feira (4/4), na sede da Secional. Depois de analisados os processos, o presidente Ibaneis Rocha abriu a pauta para que os Conselheiros pudessem sugerir temas. A grande maioria dos presentes aproveitou a oportunidade para saudar o presidente pelo Ato de Desagravo Público, realizado na quarta-feira (3/4).

O presidente da Seccional disse que esse foi apenas o primeiro dos Atos que serão realizados pela OAB/DF e que a medida será tomada sempre que houver esse tipo de desrespeito. “A partir de agora, cada vez que um advogado tiver suas prerrogativas violadas, será desagravado no local da violação. Representamos a sociedade e devemos ser respeitados pelas autoridades públicas”.

Os conselheiros também aproveitaram a oportunidade para avaliar a repercussão do seminário sobre internação compulsória. O presidente da Comissão de Ciências Criminais e Segurança Pública, Alexandre Queiroz, explicou que o próximo passo será a elaboração de um documento, em conjunto com todas as entidades que participaram do seminário, com as conclusões.

A Comissão de Direitos Humanos se manisfestou no sentido de elaborar um posicionamento em relação às declarações do presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, Marco Feliciano.

Também integraram a mesa o conselheiro federal pelo Distrito Federal, Marcelo Lavocat, a secretária-geral da OAB/DF, Daniela Teixeira e o diretor-tesoureiro da Seccional, Antônio Alves.

Reportagem – Tatielly Diniz
Foto – Valter Zica
Comunicação Social – Jornalismo
OAB/DF