Brasília, 18/11/2010 – A corregedora nacional de Justiça, ministra Eliana Calmon, lançou, nesta quinta-feira (18/11), o mutirão Judiciário em Dia no Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), em Brasília (DF). A força tarefa realizada em parceria com a Corregedoria-Geral de Justiça Federal agilizará o julgamento de processos no tribunal, sobretudo aqueles que ingressaram na Justiça antes de 31 de dezembro de 2006, alvos na Meta 2 de 2010.

Ao todo 14 juízes serão requisitados para auxiliar no mutirão. Além de acelerar os julgamentos, a força tarefa auxiliará os gabinetes do TRF1 na adoção de rotinas de trabalho mais modernas que garantam maior agilidade na tramitação processual.

Uma equipe ficará responsável por fazer a triagem dos processos e replicar as rotinas de gestão processual nos gabinetes. O objetivo do programa é contribuir para o aprimoramento da prestação jurisdicional. A primeira sessão de julgamentos do projeto, que terá seis meses de duração, está prevista para ocorrer em fevereiro.

O TRF1 é o segundo tribunal a ser atendido pelo Judiciário em Dia que já está em andamento no Tribunal Regional Federal da 3ª Região (São Paulo e Mato Grosso do Sul). Desde que teve início, em 20 de setembro, mais de 12 mil processos já foram julgados pelo projeto no Tribunal. Na última semana, o mutirão ajudou a solucionar no TRF3 um processo que tramitava há quase 40 anos na Justiça, de um cidadão que solicitava indenização após ter sido atropelado por um triciclo de entrega de correspondências dos Correios em São Paulo. O mutirão Judiciário em Dia será expandido para outros tribunais, inclusive para a Justiça estadual.

Fonte: CNJ