Brasília, 22/10/2012 – Em busca de justiça ágil e população de baixa renda com mais opções de acesso à assistência jurídica gratuita, serão aumentadas as Defensorias Públicas da União, de 58 para 200 unidades em todo o país, até 2015. A decisão foi anunciada pela presidente Dilma Rousseff e comemorada pela conselheira federal e presidente da Associação Nacional dos Procuradores Federais da Previdência Social (Anpprev), Meire Coelho, que celebra também a autorização da criação de 789 cargos de defensores públicos, feita em setembro.

Atualmente há cerca de nove mil advogados públicos federais, 3.754 juízes do trabalho, 1.735 juízes federais, 1.698 membros do Ministério Público da União, 5.200 defensores públicos estaduais e 480 defensores públicos da União.

Segundo a conselheira, o impacto da ampliação significa uma merecida vitória, não apenas dos defensores públicos, mas do exercício da Justiça na condição de dever primordial do Estado. “Considerando tratar-se de umas das instituições mais relevantes à prestação jurisdicional do Estado, torna-se imperativo, ou mais ainda, inegável, o atendimento às demandas dessa louvável carreira pública quanto à sua estruturação para melhor atender o cidadão brasileiro”.

Reportagem – Esther Caldas

Comunicação Social – Jornalismo
OAB/DF