Em uma atitude inédita, o desembargador do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) Flávio Rostirola, nomeado na vaga de advogado do quinto constitucional, compareceu a Sessão do Pleno da OAB-DF, na noite desta quinta-feira (06), para prestar contas aos advogados dos trabalhos realizados em seu gabinete. A presidente da OAB-DF, Estefânia Viveiros, logo que deu início à sessão, agradeceu a presença do desembargador e passou a palavra ao para que fosse feito o pronunciamento.

“Mesmo representando no quinto constitucional não me esqueci dessa casa e do que fui como advogado”, disse Rostirola. O desembargador pediu a sua assessora Melissa Pires que lesse as estatísticas dos processos recebidos desde o início dos trabalhos em maio deste ano. Em setembro, receberam 178 processos e todos já foram analisados. Segundo a assessora Melissa, a meta tem sido resolver tudo dentro do mês de chegada dos processos. “Primamos muito pela celeridade”, disse a assessora.

Rostirola ainda destacou que o quinto constitucional é importante e necessário embora algumas instituições de magistrados tenham se manifestado contra. O desembargador encerrou o pronunciamento com a afirmativa de que seu mandato está à disposição da classe dos advogados.

O membro honorário vitalício da OAB-DF, Esdras Dantas, fez questão de registrar a satisfação em ver, pela primeira vez, um desembargador ir à Ordem falar do que tem feito como magistrado. O conselheiro federal como suplente pelo DF, Amauri Serralvo, também elogiou a iniciativa. “Desde a primeira vez que me propus tentar a vaga no STJ (Superior Tribunal de Justiça), o fiz com o propósito de ser o que vi o desembargador (Flávio Rostirola) relatar”, disse Serralvo ao se declarar feliz com a presença inusitada do desembargador.