Advocacia no Conselho Nacional de Justiça

A atuação da advocacia no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) foi um dos temas tratados, nesta quinta-feira (21), durante a IX Conferência da Advocacia do DF, na sede do Conselho Federal da OAB.

A vice-presidente da OAB/DF, Daniela Teixeira, presidiu a mesa do sexto painel e ressaltou a importância do Conselho Nacional de Justiça para o bom andamento dos trabalhos jurídicos. “Precisamos muito do CNJ para que os advogados brasileiros consigam trabalhar bem e lidem da melhor maneira possível com as novas tecnologias. O Conselho é um dos órgãos que conseguem regular inovações digitais e limitar até que ponto é correto uso da tecnologia”, pondera.

André Godinho, conselheiro do CNJ, fez um apanhado rápido sobre as informações do Conselho e do sistema de Plenário Virtual. “Hoje temos dados concretos que traçam um diagnóstico muito claro de quantos processos estão em curso, quantos processos saem por ano, quais são os orçamentos disponibilizados e várias outras informações sobre os plenários virtuais do DF”, afirmou. “Esse sistema de plenário virtual me parece positivo, a gente deve trabalhar com os Tribunais que usam este sistema”, observa.

Valdetário Monteiro, conselheiro federal da OAB e representante institucional da OAB no CNJ, afirma que o maior papel do Conselho é concatenar e unificar as informações de modo que o poder Judiciário chegue até o cidadão. “Não se preocupem com a virtualização do judiciário. Ela tirará muitos empregos, mas jamais acabará com a profissão do advogado, porque há coisas no ser humano que só outros seres humanos podem compreender. A prova disso é que na virtualização da justiça tem um magistrado olhando para a tela para avaliar aquele sofrimento e encontrar uma resposta através de uma sentença, ou de um acordo ou de uma liminar. Nós sempre seremos necessários para que essa justiça chegue ao cidadão”, pontuou.

Por fim, Matheus Sanches Salles, membro da Comissão de Apoio ao Advogado Iniciante (CAAI), observou que a conferência foi de fundamental importância para desmistificar a participação da advocacia no CNJ. “Grandes são os desafios que nós temos visto diante do mundo digital, mas é sempre muito bom saber mais sobre este assunto”, afirmou.

Ainda neste painel o ministro Ilmar Nascimento Galvão foi homenageado pelo incansável trabalho desenvolvido em prol da Justiça Brasileira e em defesa do Estado democrático de Direito. O ministro compartilhou um pouco de sua trajetória e se disse lisonjeado com o ato. “Essa homenagem é um gesto que nos comove. Eu só tenho que agradecer e dizer que essa homenagem vai ficar para sempre gravada na minha memória, na memória da minha esposa e dos meus filhos”.

A Conferência da Advocacia segue nesta quinta-feira (21). Acompanhe nossas publicações no site, Instagram – @oabdf – e Facebook – @ordemdosadvogadosdf.

A IX Conferência da Advocacia é uma realização da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional do Distrito Federal, em parceria com a Escola Superior da Advocacia do DF e com a Caixa de Assistência dos Advogados. Os patrocinadores do evento foram Adhara Veículos e UNICEUB.


Fique Informado

Fale Conosco


SEPN 516 Bloco B Lote 7 | Asa Norte | Brasília/DF | 70770-522 - Salas do Advogado

[email protected] - [email protected] - (61)3036-7000

Parceiros: