CLDF: Violência doméstica é destaque em Dia Internacional da Mulher

Juliano, Hellen e Ibaneis

Preconceito, violência doméstica e feminicídio foram temas que permearam a homenagem ao Dia Internacional da Mulher realizado no foyer do plenário da Câmara Legislativa, na manhã desta quarta-feira (8). O evento foi prestigiado pelo presidente da OAB/DF, Juliano Costa Couto; o conselheiro federal e diretor da OAB nacional, Ibaneis Rocha e a conselheira Seccional Hellen Falcão.

Na ocasião, a conselheira Seccional da OAB/DF e subsecretária de Políticas para as Mulheres da Secretaria de Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, Lúcia Bessa, foi uma das homenageadas com moção de louvor. “O partido das mulheres do Distrito Federal é o empoderamento, a valorização e o fim da violência contra a mulher. É por isso que nós lutamos diuturnamente. Agradeço essa homenagem e tremendamente emocionada”, disse. “Agradeço de modo muito especial a OAB, pois sou advogada de corpo e alma e tenho tido apoio de toda a Seccional. Quero explicitar que todo esse trabalho que está sendo feito é porque temos grande apoio da OAB”, completou.

Lúcia Bessa

Após experiência à frente da Procuradoria Especial da Mulher no biênio 2015-2016, a deputada Telma Rufino (Pros) disse que não são raros os casos em que “a mulher trabalha o dia todo, chega em casa, faz o jantar, cuida dos filhos, e, por vezes, ainda apanha do marido”. A violência doméstica é uma realidade, relatou.

A violência contra a mulher é fruto de um “preconceito mascarado”, na opinião da deputada Celina Leão (PPS), recém-eleita para o comando da Procuradoria Especial da Mulher. Ela citou que dos 4.772 homicídios de mulheres, cerca da metade foram cometidos por familiares, o que demonstra não apenas a violência doméstica, mas também o preconceito dos homens que consideram as mulheres como propriedade.

A defensora pública Karla Núbia destacou o trabalho de acolhimento às vítimas de violência doméstica no Núcleo de Defesa da Mulher da Defensoria Pública. “Precisamos plantar a semente do empoderamento”, disse.

Participaram do evento a diretora do presídio feminino do DF, Deuselita Martins, a representante do comando da Polícia Militar do DF, Andrea Bastos, a procuradora-geral do DF, Paola Aires, a subdefensora geral da Defensoria Pública do Distrito Federal, Carla Núbia de Souza, entre outras autoridades.

Com informações da CLDF


Fique Informado

Fale Conosco


SEPN 516 Bloco B Lote 7 | Asa Norte | Brasília/DF | 70770-522 - Salas do Advogado

[email protected] - [email protected] - (61)3036-7000

Parceiros: