Solenidade de compromisso exalta virtudes para exercício da advocacia

Brasília, 19/05/2015 – A diretoria da OAB/DF entregou na manhã desta terça-feira 92 carteiras a novos advogados, que prestaram compromisso durante cerimônia realizada na sede da Seccional. A data coincidiu com o dia do padroeiro católico dos advogados no Brasil, Santo Ivo (1253-1303), e com os 21 anos que o presidente da OAB/DF, Ibaneis Rocha, recebeu sua carteira, justamente em maio de 1994.

Ibaneis Rocha registrou com emoção a coincidência. A data também foi lembrada pelo paraninfo da turma, o professor de Direito Penal Divino de Oliveira Sales, administrador de Sobradinho, ex-presidente da Subseção daquela região administrativa e colega de Ibaneis Rocha desde o início da carreira de ambos.

2“Há alguns anos, um jovem garoto teve coragem de sair da cidade de Corrente (PI), e o outro jovem saiu de uma cidade de Joviânia (GO) e viemos parar na capital”, disse Sales em referência ao início de sua amizade com Ibaneis Rocha. “Quis o destino que essas duas figuras fossem cursar juntos uma faculdade de Brasília, e lá permanecemos durante cinco anos”.

paraninfoO paraninfo falou aos jovens advogados sobre o papel da advocacia e as oportunidades que ela pode trazer.“A advocacia senhores, não é certeza de sucesso, mas é a absoluta garantia de oportunidades. Isso pode sim fazer a grande diferença na vida de quem abraça essa profissão”, afirmou. “A advocacia nos abre horizontes que jamais imaginamos que fosse possível serem abertos”, disse o paraninfo.

Ibaneis Rocha aproveitou a efeméride para destacar as virtudes do santo católico, lembrado pela sabedoria, imparcialidade e espírito conciliador. “Guardem bem esta data. Essa é a missão do advogado, servir. Não ao pobre ou ao rico, mas à Justiça”, falou. “Servir à causa da Democracia, à causa dos injustiçados e vocês vão fazer isso durante todas as suas vidas, sem saber qual será o resultado”, destacou.

Ibaneis também falou da data em que recebeu a carteira, há 21 anos. “Relutei em fazer essa cerimônia. É uma data em que me emociono muito. Há 21 anos eu estava nesse plenário, nesse mesmo plenário, assim como vocês, recebendo minha carteira de advogado. Recebi das mãos do Dr. Felix Palazzo, que hoje é Conselheiro Federal, o que me honra muito”.

A oradora da turma, Adrise Lage de Mendonça, destacou que é preciso ter muita coragem para vencer na advocacia nos dias de hoje. “Advogar nos dias atuais é muito mais que querer. É persistência, é teimosia, é vocação”, disse. “É preciso muita coragem. Coragem para manter a ética, coragem para seguir na profissão, coragem para permanecer nela, coragem para seguir por novos caminhos”.

1Compuseram mesa o vice-presidente Severino Cajazeiras, a secretária-geral Daniela Teixeira, o secretário-geral adjunto Juliano Costa Couto, o diretor tesoureiro Antonio Alves, o deputado federal Jorge Silva, o conselheiro e presidente da Comissão de Apoio ao Advogado Iniciante, Camilo Noleto, o presidente da Comissão de Orçamento e Contas, Carlos Augusto Lima Bezerra e a secretária-geral da Caixa de Assistência aos Advogados (CAA/DF), Elizabeth Leite Ribeiro. O ex-presidente da CAA/DF, Everardo Gueros, também prestigiou a cerimônia de entrega de carteiras.

Confira abaixo a ideia da oradora da cerimônia sobre seus planos, expectativas e metas na nova jornada profissional:

oradoraAdrise Lage de Mendonça – 24 anos

Por que você escolheu ser advogada?
Na verdade, antes de entrar na faculdade, eu sempre pensei em estagiar num órgão público, lidar exatamente com as funções de um servidor público e, no final da faculdade, minha ideia seria estagiar já num escritório, pra verificar com que área eu me identificaria mais. Quando eu estagiei no TJ, foi no gabinete de um desembargador e conheci um servidor que me incentivou muito a advogar. Ele verificou algumas qualidades em mim e falou “Você precisa advogar”. É difícil, mas eu consigo desenvolver todas as minhas habilidades na advocacia e é como se cada dia fosse um dia diferente. Isso me deixa realizada.

Como você se vê profissionalmente daqui a 10 anos?
Eu pretendo estar iniciando meu mestrado em Direito Tributário. Tenho pretensão de fazer o mestrado na Europa. Não sei se vai ser possível, porque envolve várias coisas, vários fatores. Mas eu me vejo atuando em Direito Tributário como advogada, que é a área que eu estou já advogando, porém como advogada júnior, iniciante.

Para você, qual é o papel da Ordem na sua jornada profissional?
Eu acho que o papel da Ordem é total na minha jornada. Antes de eu ingressar no quadro da OAB, eu pedi o ad referendum e eu já compareci na reunião de uma comissão. Essa reunião me fez ver qual o papel da Ordem, porque antes eu não tinha noção do que a Ordem podia fazer pelos advogados. Hoje eu vejo. Além dos cursos que a Ordem oferece, eu vejo que ela pode ingressar com diversas ações ao nosso favor e que eu não tinha noção de que ela, de fato, fazia isso. Então, são vários benefícios que eu não tinha realmente a noção e que hoje eu estou tendo um pouco e com certeza vou ter muito mais daqui pra frente.

Comunicação social – jornalismo
OAB/DF


Fique Informado

Fale Conosco


SEPN 516 Bloco B Lote 7 | Asa Norte | Brasília/DF | 70770-522 - Salas do Advogado

[email protected] - [email protected] - (61)3036-7000

Parceiros: