Brasília, 20/8/2013 – O ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal (STF) Francisco Resek proferiu palestra, na noite dessa segunda-feira (19), sobre “A Cena Internacional de Nosso Tempo: o direito ante a diversidade e a desigualdade”. O evento foi promovido pelo Instituto dos Advogados do Distrito Federal (IADF) e contou com apoio da Seccional. Prestigiaram a palestra o vice-presidente da OAB/DF, Severino Cajazeiras, o presidente do Instituto, Carlos Mário da Silva Velloso Filho, a diretora financeira, Fabíola Orlando, o diretor de comunicação, Roberto Caldas Alvim de Oliveira, além de membros de Comissões, advogados e estudantes.

Resek abordou as consequências da desigualdade no trato de alguns temas atuais, especialmente os direitos humanos. “Nós vivemos numa sociedade internacional com 193 Estados soberanos, juridicamente iguais, mas profundamente desiguais em território, dimensão humana, poder militar, poder econômico e até mesmo na qualidade moral de seus hábitos”, afirmou.

O ministro enfatizou a questão da abordagem dos direitos humanos na cena internacional. Para ele, o assunto é bem mais grave “porque tenta-se, com uma cortina de fumaça relacionada a casos bem menores, esconder as mais graves violações de direitos humanos em grande escala”, pontuou.

No Brasil, os tribunais têm enfrentado questões de difícil solução relacionadas ao assunto, como explica Resek: “Nem sempre é possível identificar o agressor, a vítima, as razões do fenômeno e a solução possível. As vezes, grupos sociais ameaçam se enfrentar e cada um deles defende uma diferente bandeira de direitos humanos e é difícil dizer quem tem razão.Isso tem sido a maior preocupação de Tribunais, como o Supremo, e durante as próximas décadas isso ainda vai dar trabalho”,argumentou.

Reportagem – Tatielly Diniz
Foto – Valter Zica
Comunicação social – jornalismo
OAB/DF