Noventa e sete novos advogados receberam, na última sexta-feira (01), as carteiras da OAB/DF, em cerimônia conduzida pela presidente da entidade, Estefânia Viveiros, que saudou os novos profissionais e colocou a Casa a disposição de todos. Parentes e amigos dos compromissandos lotaram o auditório para acompanhar a solenidade. O paraninfo da turma, José Rossini Campos do Couto Correa, advogado e professor, fez questão de, em seu discurso, ressaltar a importância da ética e da moral: “à condição de advogado, corresponde uma responsabilidade que não é somente jurídica, por ser, cada vez mais, moral e ética, pois só com o condicionante desenvolvimento moral e ético da humanidade a ordem jurídica poderá consumar, em maior plenitude, a sua vocação valorativa”.

A oradora, Caroline Lima Ferraz, declarou-se muito honrada e agradeceu o convite para falar em nome dos colegas. Caroline convocou os compromissandos: “não sejamos hipócritas ou robôs do sistema. Cabe a nós, advogados, exercer, com toda nossa formação ético-humanística, um papel regulador do justo, virtuoso e necessário ao equilíbrio da prestação jurisdicional”. E instigou os novos advogados: “não façamos do compromisso que prestamos a pouco apenas palavras ecoadas em uma cerimônia, mas sim dizeres que nos acompanharão em nossas jornadas profissionais e estarão sempre presentes em nossas vidas”.

Estiveram presentes na cerimônia, compondo a mesa ao lado da presidente da Ordem, Rossini Corrêa, paraninfo da turma, Virgínia Solino, diretora-tesoureira da OAB/DF, Adéliton Rocha Malaquias, presidente do Clube dos Advogados, Osmar Alves de Melo, presidente da FAJ, Rafael Alexandre da Silva, presidente da Subseção de Ceilândia, José Adilson Barbosa, presidente da Subseção do Gama, Alan Lady, secretário-Geral da Subseção de Taguatinga, Ismail Gomes, presidente da Comissão de Seleção, Jacques Veloso, presidente da OAB Jovem, os conselheiros Marlon Tomazette e Leon Szklarowsky e Cristiane Barradas dos Santos, membro da OAB Jovem.