No último dia 13 (quarta-feira) a presidente da OAB/DF, Estefânia Viveiros, foi a Sobradinho receber as chaves da nova sede da Subseção da OAB/DF na cidade satélite. O prédio foi entregue dentro do prazo previsto. A inauguração está programada para o mês de março.Os integrantes da comitiva que acompanhou Estefânia na entrega do prédio não escondiam o orgulho e satisfação por estarem participando desse momento histórico para a OAB/DF e para os advogados militantes em Sobradinho e nas proximidades. A presidente fez questão de ressaltar que a construção foi feita pensando também no futuro: “planejando, até porque Sobradinho já tem faculdade de Direito, já tem sua filiação, já tem novos advogados a cada mês. Foi um investimento não só para o presente, mas também para o futuro”. Joaquim de Arimathéa, presidente da Subseção de Sobradinho, agradeceu o empenho e dedicação da presidente Estefânia na entrega desse prédio para os advogados de Sobradinho e afirmou: “para mim isso é uma estrutura física, o que faz o prédio da OAB são os advogados”. O presidente eleito, Divino Sales, assegurou que vai buscar implementar a realização de cursos, palestras, eventos de cunho social: “o que determina o valor da OAB, em qualquer lugar que ela esteja é a sua participação com o social e Sobradinho carece dessa participação”. A entrega das chaves em Sobradinho contou com a presença da diretora-tesoureira da OAB/DF, Virgínia Solino, do presidente da Subseção de Sobradinho, Joaquim de Arimathéa Dutra Júnior, Paulo Reis, vice-presidente da Subseção e secretário-Geral Adjunto eleito, Divino de Oliveira Sales, presidente eleito da Subseção, Valdivino Pires Gonçalves, secretário-Geral da Subseção de Sobradinho eleito, Rafael Alexandre da Silva, presidente da Subseção de Ceilândia, Adéliton Malaquias, presidente do Clube dos Advogados, Max Araújo, diretor Adjunto do Clube dos Advogados, dos conselheiros da OAB/DF Alberto Vasconcellos, Walter Barletta, André Macarini e Victor Lara, Silvio Eduardo e João Luiz Miranda, diretores da MTD Engenharia, vencedora da licitação e, portanto, responsável pela obra, Izidio Santos Júnior, engenheiro da OAB/DF que acompanhou o andamento das obras, e Gustavo Costa, arquiteto da Átria Arquitetos, empresa que venceu a licitação.