O advogado Erich Endrillo tomou posse como juiz titular do Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE/DF), nesta segunda-feira (30). O jurista ocupará a vaga deixada por André Macedo de Oliveira. Ele vai ocupar vaga do quinto constitucional, destinada a juristas e membros do Ministério Público. A solenidade de posse foi aberta pela presidente do TRE/DF, desembargadora Carmelita Brasil.

Em nome do Tribunal, o desembargador Telson Luís Cavalcante saudou a chegada do colega à Corte. “Um ponto do seu currículo que merece destaque é a forte atuação na defesa da advocacia do DF. No meu modesto entendimento, suas qualidades como ser humano são indiscutivelmente dignas de aplauso. Sereno, humilde, competente, agregador. Nas o predicado mais preponderante, com certeza, é sua linda educação. Certamente o desembargador Erich irá agregar conhecimento e senso de justiça a esta ilustre Corte”, enalteceu.

Ao discursar, Erich Endrillo ressaltou a advocacia como peça fundamental na concepção do ideal de justiça. “Honrarei a nobre atribuição de juiz desta Corte na vaga de jurista com imparcialidade e equilíbrio, características inerentes ao bom julgador. O juiz eleitoral deve ter o cuidado de não interferir nas eleições, lembrando sempre que a escolha democrática pertence ao povo”, disse. “Tenho a honra e a imensa responsabilidade de substituir o desembargador André Macedo. Não será fácil. Cumprirei essa missão com o mesmo zelo e comprometimento alçados por Sua Excelência. Serão dois anos de muito trabalho cujos quais prometo exercer o mister com equilíbrio, discrição e imparcialidade”, acrescentou.

Jacques Veloso, secretário-geral da OAB/DF, destacou que Erich Endrillo sempre “exerceu suas atribuições profissionais com extrema competência. Foi um conselheiro dedicado, um presidente de comissão ímpar. Tenho certeza de que toda sua dedicação será emprestada ao TRE/DF pelos próximos dois anos. Minha expectativa é a de que ele aplique com muito rigor e sabedoria a legislação eleitoral e ajude a conduzir as eleições no Distrito Federal de forma equânime e honesta para a sociedade”.

Também estiveram presentes o secretário-geral adjunto, Cleber Lopes; o conselheiro Seccional Wesley Bento, desembargadores e colaboradores do TRE/DF, autoridades dos três poderes, representantes do Ministério Público, do Tribunal de Contas e advogados.