A preocupação com a segurança de advogados, magistrados e servidores que atuam no Fórum da Ceilândia levou a presidente da OAB/DF, Estefânia Viveiros, a integrar a comitiva chefiada pelo desembargador do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios, desembargador Eduardo Alberto de Moraes Oliveira, que se reuniu nesta quinta-feira (19) com o administrador regional Rogério Schumann Rosso. O motivo da preocupação é a construção do Shopping Popular que ocupará uma área de 8,5 mil metros quadrados ao lado do Fórum.

Por sugestão da presidente Estefânia Viveiros, o TJDFT irá apresentar ao governo do Distrito Federal uma proposta formal indicando os locais de acesso ao Shopping onde a segurança deve ser reforçada, com vistas a preservar a integridade física dos juízes, servidores e advogados que atuam no Fórum. Presente à reunião, o secretário da Agência de Infra-Estrutura e Desenvolvimento Urbano, Tadeu Filipelli, prometeu que tudo será feito, “dentro do que for necessário e exeqüível” para assegurar a segurança do Fórum. Estuda-se, inclusive, a possibilidade de construção de uma parede que evite acesso direto ao local onde estão os gabinetes dos magistrados e funcionam as diversas áreas da justiça local.

“Compreendemos a importância do shopping para a cidade, mas não podemos expor a Justiça a eventuais transtornos desse tipo”, afirmou a presidente. De acordo com o administrador de Ceilândia, o shopping irá desafogar o centro da cidade, atualmente congestionado com a presença de inúmeros vendedores ambulantes que terão, nessa nova área, oportunidade de regularizar seu comércio.