A presidente da OAB/DF, Estefânia Viveiros, recebeu na quarta-feira (23) um grupo de juízes do Trabalho substitutos em visita à sede da entidade.  Recém-empossados no Tribunal Regional do Trabalho da 10a Região, eles participam do segundo curso de formação de juízes e, como parte da programação, já mantiveram contato com dirigentes da ANAMATRA, da Organização Internacional do Trabalho em Brasília, do sindicatos da construção civil e da Delegacia Regional do Trabalho.  No Conselho Seccional da OAB, os 15 juízes empossados e um ouvinte mantiveram um diálogo amistoso com a presidente da entidade, que respondeu perguntas diversas sobre a OAB, mas principalmente sobre a divulgação dos nomes de advogados suspensos pelo Tribunal de Ética e Disciplina (TED) e sobre o Exame de Ordem.  Estefânia Viveiros contou-lhes que recebeu a casa com quase três mil processos ético-disciplinares parados, mas que o TED, sob a presidência da conselheira Maria Luiza da Costa Estrela, conseguiu mudar a situação, zerando os processos pendentes para notificação de defesa prévia dos advogados denunciados por infrações diversas em 2004.  Maria Luiza Estrela alertou os juízes sobre a necessidade de, quando estiverem em audiência, cobrar dos advogados a apresentação da carteira da OAB. Segundo ela, embora muitos possam protestar, trata-se de medida importante, uma vez que a OAB/DF já detectou a existência de muitas pessoas se fazendo passar por advogados sem terem inscrição em nenhuma Seccional.