A procuradora do Estado de São Paulo, Flávia Piovesan, é uma das palestrantes do 1º Simpósio Distrital de Direitos Humanos – Vida Com Dignidade. O evento é promovido pela OAB/DF. A jurista falará, às 10h30, sobre Os Sistemas de Proteção aos Direitos Humanos. Antes, às 9h, ela participa da abertura do simpósio, ao lado da presidente da Seccional, Estefânia Viveiros; do presidente do Conselho Federal da OAB, Cezar Britto; do ministro da Secretaria Especial de Direitos Humanos, Paulo Vanucchi; e do presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB/DF, Jomar Alves Moreno. Flávia Piovesan possui graduação, mestrado e doutorado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Ela tem experiência na área de Direito Público. No encontro, serão entregues prêmios aos representantes de entidades que se destacaram na preservação dos Direitos Humanos. “A população precisa ter participação ativa nesse debate, por isso queremos que estejam presentes não só advogados, mas membros de outras classes profissionais envolvidas na luta pela valorização da vida no DF”, diz Alves Moreno. A participação no simpósio é gratuita. Basta fazer inscrição no endereço eletrônico www.oabdf.org.br e doar um quilo de alimento não-perecível. A contribuição será repassada a instituições de assistência social. Mais informações pelo e-mail [email protected] ou pelos telefones (61) 3035.7221 e 3035.7247. Palestrantes              Entre os palestrantes, também estão o secretário de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos do DF, Peniel Pacheco; a presidente da Comissão de Defesa dos Direitos Humanos, Cidadania, Ética e Decoro Parlamentar da Câmara Legislativa do DF, Érika Kokay; a procuradora de Justiça da Infância e Juventude, Luísa de Marilac Xavier; o reitor eleito da Universidade de Brasília, José Geraldo; a advogada do Centro Feminista de Estudos e Assessoria (Cfemea), Myllena Calazans de Matos; a juíza de Direito do Tribunal de Justiça do DF, Maria Isabel da Silva; a promotora do Ministério Público do DF, Luísa de Marilac; o representante da ONG Vida e Juventude Daniel Seidel; a doutora em Direito e professora adjunta da UnB, Alejandra Pascual; e o advogado Alessandro Tertuliano.