Atendendo pleito da OAB/DF, o antigo prédio do Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE/DF) do Gama será agora ocupado pela Justiça Trabalhista. Foi realizada, nesta quinta-feira (4), ato de assinatura de cessão de uso do prédio, anteriormente ocupado pelo Cartório da 17ª Zona Eleitoral (Gama), para o Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região.

A mudança foi uma sugestão da OAB/DF, capitaneada pela Subseção do Gama, que sempre acompanhou os percalços dos frequentadores do antigo local. O secretário-geral da OAB/DF, Jacques Veloso, definiu o Termo de Cessão como extremamente importante, pois mostra uma cooperação entre as justiças. “Agora nós teremos um prédio mais adequado, mais acessível. Vai melhorar para a advocacia, para os servidores e, principalmente, para a população”, afirma.

O presidente do TRE, Romeu Gonzaga, ressaltou que para o Tribunal esta é uma oportunidade de servir ao jurisdicionado brasiliense. “É com muita satisfação e alegria que nós cedemos ao pedido do Tribunal Regional do Trabalho. Eu entendo que os órgãos devem se comunicar entre si para que haja uma interação na administração, visando uma solução que agrade a todos”, disse ele.

Pedro Foltran, presidente do TRT-10, destacou o momento como de extrema importância e lembrou que a medida se iniciou após o relato da OAB/DF sobre as condições das instalações físicas anteriores, que não eram condizentes com a excelência e a quantidade de trabalhos prestados. “Tenho certeza que o Judiciário ficará orgulhoso dessa parceria. A justiça é uma só e o mais importante é oferecer para as pessoas um serviço de excelência”.

Também presente, o presidente da Subseção do Gama, Amaury Santos, definiu a assinatura desse termo como um grande benefício para a advocacia do Gama e de Santa Maria. “A advocacia local ganhou muito com essa parceria e ganhou também o TRT ao sair do prédio alugado que tinha condições precárias. Estamos muito satisfeitos por ter nosso pleito atendido”.

Compuseram a mesa de solenidade o secretário-geral da OAB/DF, Jacques Veloso; o desembargador eleitoral, Romeu Gonzaga Neiva; o presidente do TRT, Pedro Foltran; e a juíza Tamara Gil Kemp.