Brasília, 02/06/2011 – A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Cármen Lúcia abriu o painel constitucional, o 1º desta quinta-feira (02/06), na VII Conferência dos Advogados do DF. Ela abordou o tema “Jurisdição constitucional e democracia no Brasil”. A ministra defendeu: “é preciso acabar com alguns discursos de que a morosidade do judiciário é culpa do próprio judiciário. A morosidade do judiciário é culpa, também, da sociedade.”

O advogado e professor Gustavo Binenbojm, que divide o painel com a ministra do Supremo, ressaltou: “O Brasil se situa como um país que tem um STF atuante, mas que se mantém dentro dos marcos institucionais. É próprio de um Supremo Tribunal firmar as regras de um jogo democrático”.

Assessoria de Comunicação – OAB/DF