Nesta terça-feira (15/12), a Seccional do Distrito Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/DF) recebeu em seus quadros 38 novos profissionais do Direito em duas cerimônias ocorridas de tarde e de maneira híbrida (presencial e virtual), respeitando todos os protocolos de saúde para a prevenção da Covid-19. Os eventos foram transmitidos pelo canal oficial da OAB no YouTube.

Na cerimônia de recepção à primeira turma, a oradora foi a ex-juíza Carolina Eugênio Rubim de Toledo, que depois de 13 anos de atuação em tribunais, está voltando a advogar. Ela explicou foi atraída pela carreira pública ao perceber que como advogada, no início da vida profissional, não tinha voz, não era ouvida e não era respeitada por ter baixa estatura e falar baixo, pedir licença, ou seja, representava o oposto do estereótipo de muitos advogados à época. Ao longo de anos de experiência, entendeu que “as pessoas fazem de nós o que deixamos que elas façam”. Deu um conselho: “Não se deixem levar! Quero que vocês vejam quem são e os motivos que os trouxeram para a advocacia. A partir daí terão forças para continuar.”

Segundo a oradora, o sistema jurídico “precisa de pessoas verdadeiras”. Ela pontuou que não existe nenhum advogado ou advogada igual. “Só você sabe o porquê resolveu abraçar essa profissão, que é tão bonita e que, ao mesmo tempo, passa por tantos reveses.”  Por fim, disse: “O seu brilho vai valorizá-lo e nenhum outro advogado poderá apagar. As pessoas mais valorizadas são aquelas com novas habilidades e com empatia. Sempre se atualize e siga sua vocação.”

O paraninfo foi o conselheiro seccional Gabriel de Sousa Pires, que destacou a importância da advocacia. “A partir de agora vocês são advogados e são as vozes dos seus clientes. São os que levarão o clamor do direito deles à Justiça.” O paraninfo ressaltou, ainda, que a jovem advocacia não pode deixar de amar e buscar a verdade, pois é do suor do trabalho que receberá o seu sustento.  Aconselhou que é preciso ser leal ao cliente.

O presidente da OAB/DF, Délio Lins e Silva Jr., destacou a emoção da cerimônia. “É um momento especial e emocionante para todos. Ver os brilhos nos olhos de cada um de vocês é gratificante. Tenham orgulho de serem advogados e advogadas, digo que não será fácil, mas estudem e se dediquem sempre que alcançarão novos espaços”, afirmou.

Para deixar uma palavra de incentivo, a secretária-geral do Conselho Jovem da OAB/DF, Monise Lima, falou da importância de se participar efetivamente da Casa. “Há um ano eu estava recebendo a minha carteira aí no lugar de vocês, eu não sabia o que queria seguir, mas sabia que seria acolhida muito bem pela OAB/DF, assim como foi quando estive aqui como paraninfa. Depois de me aproximar destes profissionais, pude aprender a importância de participar”, relembra.

O presidente da OAB/DF reforçou: “Participem das comissões e venham debater os temas mais relevantes para a sociedade. Conheçam o Carreiras OAB/DF, que é pensando para novos profissionais. Fiquem por dentro do que ocorre na Ordem.”

Monise Lima, concordando com Délio, completou: “Ingressem nas comissões e participem das reuniões do Conselho Jovem, estamos aqui para pensar em ideias para todos. Se você não sabe por onde começar, faça networking e se engaje no Conselho e na Ordem, sei que não vai se arrepender. Bem-vindos e muito sucesso”

Para a presidente da Comissão da Mulher Advogada da OAB/DF, Nildete Santana, participar da solenidade “é uma honra, pois a Casa precisa de vocês e do que vocês podem oferecer para a sociedade”, afirmou. “Hoje é um dia mais especial, ainda, por ser comemorado o Dia da Mulher Advogada! Parabéns a todas as mulheres! Saibam que a Ordem está aqui para proteger e dar amparo a todos os nossos direitos. Aqui, temos voz”, ressaltou.

Confira aqui a íntegra da entrega no Canal do YouTube da OAB/DF.

SEGUNDA CERIMÔNIA

Na cerimônia seguinte, o orador da turma foi Ramon Falette Guimarães, e o paraninfo foi o diretor tesoureiro Paulo Maurício Siqueira.

Ramon destacou em sua fala a importância de “ajudar o próximo”. A certeza que buscou passar aos colegas foi a de a Justiça ser um bem maior a se perseguir, enquanto profissional, e a partir dela vindo o reconhecimento e o sustento. “A advocacia é uma profissão que exige coragem e deve ser exercida de cabeça erguida”, afirmou.

Paulo Maurício falou sobre esta ser uma semana de festa: “Hoje, é o Dia da Mulher Advogada e podemos comemorar, também, que o Conselho Pleno da OAB aprovou a paridade de gênero e a cota racial (30%)”. Segundo Paulo Maurício, isso vai mudar a composição das diretorias no país. “Aqui, na OAB/DF, já temos a paridade, mas será agora assegurada mais amplamente”.

Mais um ponto do discurso do paraninfo foi a qualidade dos profissionais. Ele defendeu a realização dos Exames da Ordem e disse que ali, na turma, todos entenderiam e passariam a defender, pois se trata de assegurar profissionais competentes para o exercício da advocacia. Recomendou, por fim, mais estudos, pois mesmo depois de formados os advogados estão sempre às voltas com a evolução da sociedade e das leis. “Lembrem-se: a advocacia é a linha de frente na aplicação das leis.” Convidou a turma a participar das comissões.

Representando o Conselho Jovem estava o secretário-geral adjunto, Matheus Eleuterio, que reforçou o convite de Paulo Maurício: “A participação é recompensada. Tenho uma carreira antes e outra depois de ingressar na Casa. Sou eternamente grato pelas oportunidades. Não adianta ser o mais competente dos advogados, se estiver trancado em casa. Mostrem a competência!” Sobre o Conselho Jovem explicou que a função é assessorar a diretoria da Casa em tudo que há de relevante para a jovem advocacia.


A conselheira Eliete Xavier parabenizou os novos colegas: “Eu sempre me emociono nas cerimônias de entrega de carteiras da OAB. Recebi a minha em 2005! Hoje, nesta semana, que é marcada pelo 15 de dezembro, Dia da Mulher Advogada, estamos comemorando a decisão histórica para as mulheres, a gestão paritária. Especialmente as mulheres, sintam-se muito bem acolhidas. Temos, pela OAB/DF, o lançamento do livreto do livreto “Prerrogativas da Mulher Advogada, confiram”. Esse documento traz os direitos e garantias das mulheres grávidas, lactantes e adotantes (leia mais aqui).

No encerramento regimental, Délio Lins e Silva Jr, presidente da Seccional, retomou em linhas gerais a importância das decisões históricas da OAB e falou do momento especial para todos: “comemorem, muito, tirem fotos, celebrem, é um dia da família”.

Também compuseram a mesa dessa segunda cerimônia, os presidentes de Comissões Thiago Guimarães Pereira (Seleção) e Veranne Magalhães (Cultura, Esporte e Lazer) e Patrícia Zapponi, vice-presidente da Comissão de Liberdade Religiosa).

Confira aqui a íntegra dessa segunda cerimônia.

Comunicação OAB/DF
Texto: Montserrat Bevilaqua e Neyrilene Costa (estagiária sob a supervisão de Montserrat Bevilaqua)

Fotos: Valter Zica