Nesta quarta-feira (20/1), a Seccional do Distrito Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/DF) recebeu, em primeiro dia de solenidades de entrega de carteiras do ano, 41 novos profissionais do Direito de maneira híbrida (presencial e virtualmente), respeitando todos os protocolos de saúde para a prevenção da Covid-19. Os eventos foram transmitidos pelo canal oficial da OAB no YouTube.

Na primeira entrega do ano, o presidente da OAB/DF, Délio Lins e Silva Jr., ressaltou a emoção da ocasião. “Estamos aqui em um dia muito especial tanto para vocês quanto para todos nós. É um momento extremamente feliz e uma das cerimônias que mais aprecio na OAB. Sintam-se em casa, pois a Ordem é a casa dos advogados do Brasil. Sejam bem-vindos”, afirmou.

Recepcionar os novatos ficou a encargo da conselheira Gabriela Marcondes. “É uma enorme honra ser advogada e apadrinhar vocês. A advocacia me ensinou a estender as mãos para os que estão chegando. Saibam que a advocacia é um ato de servidão ao próximo e a pela defesa dos direitos da sociedade”, destacou.

Segundo a paraninfa, os profissionais do Direito devem ter em mente algumas orientações para melhor desenvolver o ofício. “Sempre pergunte ao seu interlocutor como ele quer ser chamado, pois a confiança é construída no contato. Peça sempre orientação em algo que não saiba fazer, não se comprometa com o que não pode cumprir e mantenha o cliente sempre informado na luta deles”, pontua. “Por fim, você não é melhor que ninguém, mas, também, ninguém é melhor que você. Então, seja feliz na profissão, porque ela pode sim trazer felicidade”, completou Gabriela Marcondes.

Representar a turma ficou a encargo de Issa Victor Wendamngde Nana, que destacou a importância de chegar ao dia da cerimônia. “Hoje, marca o fim do início para todos nós. Entramos como bacharéis de Direito e sairemos como advogados. Foram cinco longos anos e muitos deles difíceis, pois tivemos que nos privar de lazer e da família. Em outros, tivemos que parar por condições financeiras desfavoráveis, mas saibam que, se estamos aqui, é porque conseguimos superar tudo isso e somos merecedores dessa carteira da Ordem”, destacou.

Segundo o orador, a partir de agora advogados e advogadas devem “fazer da Constituição a bengala e o escudo e da OAB a matriarca, pois a ela devemos sempre compromisso, respeito e fidelidade. Ao sermos defensores dos direitos fundamentais fazemos com que os nossos sacrifícios não tenham sido em vão”, afirma. Issa nasceu no país africano de Burkina Faso e dedicou a sua conquista da carteirinha aos irmãos e seus patrícios. “Nasci no interior e fui criado sem meus pais, mas sempre tive o apoio dos meus irmãos, a quem dedico essa vitória. Dedico, também, aos órfãos de meu país, aos cidadãos, amigos e familiares. Que possamos a partir de agora lutar por uma sociedade mais justa, por uma democracia mais efetiva e sempre nos guiando com excelência”, completou Issa Victor.

Veja aqui a íntegra da solenidade ocorrida às 14h.

SEGUNDA CERIMÔNIA

O conselheiro e presidente da Comissão de Empreendedorismo Jurídico da OAB/DF, Felipe Bayma, foi o paraninfo da segunda solenidade e destacou a necessidade de todos trabalharem juntos em prol da advocacia e da sociedade, parafraseando um versículo bíblico de 1 Coríntios 12:26. “Cada membro dessa grande família, a OAB/DF, tem a função de defender as funções institucionais que nos são delegadas e de maneira conjunta. Devemos manter uma perseverança na carreira que nos é proposta, olhando firmemente para a Carta Maior (a Constituição), para exercer a Justiça de forma pacífica e firme. Portanto, atuem com a extrema coragem que a profissão exige”, disse.

De acordo com o paraninfo, há algumas dicas que podem ajudar os novos profissionais. “Estudem, pensem, lutem, sejam leais ao cliente, ao juiz e ao advogado, sejam tolerantes, tenham paciência e, principalmente, coragem. Busquem participar desta Casa, procurem mentorias de diversas áreas e façam planejamentos estratégicos. Também, se permitam errar, o erro é terra fértil para grandes lições. Mas aprendam rápido e com determinação. Todos os obstáculos são apenas uma preparação para viver o melhor da sua vida”, completa Felipe Bayma.

Larissa Souza Brito foi a oradora da segunda turma e ressaltou o orgulho de fazer parte da advocacia brasiliense. “Este momento é um dos mais aguardados por todos nós. Após a preocupação com o Exame de Ordem vem a ansiedade em receber a vermelhinha. O grande dia chegou e deixamos de ser bacharéis e nos tornamos advogados”, disse.

Segundo ela, todos devem “exercer a advocacia com empenho. Sabemos que não será fácil, mas somos capazes. Então, que tenhamos a capacidade de vencer todos os obstáculos. Podemos sim dizer o orgulho que sentimos dessa profissão. Atuemos de maneira ética e em busca da Justiça. Obrigada a todos que nos ajudaram a chegar aqui, parabéns por nossas conquistas e que tenhamos mais um caminho de sucesso pela frente”, pontuou.

Finalizando a cerimônia, o presidente Délio Lins destacou a importância da Ordem e convidou todos a participarem. “A nossa OAB tem uma função importantíssima, pois está sempre na luta pela defesa dos direitos da sociedade e por isso somos indispensáveis. Não se esqueçam do compromisso que fizeram aqui e participem de tudo o que podemos oferecer nesta Casa que é de vocês”, disse.

Para se envolver na Seccional, o presidente dá dicas. “Participem das mais de 90 comissões temáticas que temos na Ordem, tragam debates que contribuam para todos, além de conhecerem as subseções e os projetos voltados para a jovem advocacia. Aqui, tem espaço para todos. Sejam muito bem-vindos e bons honorários”, concluiu.

Veja aqui a íntegra da solenidade ocorrida às 17h .

Nas cerimônias de entrega de carteiras estiveram presentes nas mesas: a secretária-geral adjunta, Andréa Sabóia, as conselheiras Myriam Mendes, Bárbara Franco, Ana Paula Menezes e Karina Amorin e o conselheiro Newton de Oliveira. O presidente da Subseção do Gama e da Santa Maria, Amaury de Andrade, a presidente da Comissão de Direitos Sociais da Subseção de Taguatinga e futura vice-presidente da FAJ, Luciane Bessa, o presidente da Subseção de Sobradinho, Márcio Caixeta, o presidente da Comissão da Jovem Advocacia de Samambaia, Elder Nunes Leitão, e o secretário-geral adjunto do Conselho Jovem, Matheus Eleutério.

Comunicação OAB/DF
Texto: Neyrilene Costa (estagiária sob a supervisão de Montserrat Bevilaqua)
Fotos: Valter Zica