Fake News e linchamento virtual, o impacto da tecnologia na advocacia, inteligência artificial, proteção de dados pessoais, enfrentamento do racismo estrutural. Esses e mais temas extremamente relevantes para o desenvolvimento da “nova advocacia”, em uma proposta de formação sistêmica, integral, serão tratados em um evento inédito, on-line e gratuito, transmitido pelo Canal da OAB/DF no YouTube, entre os próximos dias 15 e 17 de setembro. É a I Semana da Jovem Advocacia do Distrito Federal 2020 (SJADF), organizada pela Comissão da Advocacia Jovem e Iniciante (CAJI) e pelo Conselho Jovem da OAB/DF.

Você em conexão com o futuro” é o slogan desse momento, que contará com renomados especialistas no mercado de trabalho como debatedores, sendo mediados pela juventude da OAB/DF.

A abertura será prestigiada pela presidente da Comissão Nacional da Advocacia Jovem, Daniela Teixeira, e por Francisco Antunes Maciel Müssnich, que é sócio do BMA – Barbosa Müssnich Aragão Advogados, professor de Direito Societário da PUC-Rio há 40 anos, autor dos livros: Cartas a um Jovem Advogado e O Insider Trading no Direito Brasileiro.

Daniela Teixeira já faz o convite à participação: “É um seminário imprescindível para que a jovem advocacia venha debater com a OAB quais são os rumos da Justiça no novo judiciário digital. Um evento preparado com muito cuidado para ser útil e prático. Venha ouvir os especialistas e se antecipe às novas tendências.”

Desde que assumiu a presidência do Conselho Jovem, em março, Isabella Correia, disse que vem percebendo que mais jovens advogados têm dores parecidas com as dela no início de carreira. “Aprendemos na faculdade o Direito Civil, o Penal, o Tributário, Processo e muitas coisas mais, porém não aprendemos soft skills, competências comportamentais que são importantes para conquistar clientes, ou para destacar-se em um escritório”, conta.

A ideia da I Semana da Jovem Advocacia do Distrito Federal 2020 (SJADF) é, justamente, para trabalhar com o profissional em início de carreira, visando o seu desenvolvimento de maneira sistêmica, integral. “Vamos falar de inteligência emocional, de finanças, de negociação. A jovem advocacia sofre com o cliente que não fecha ou com a crença que deve baixar muito o seu preço para conquistar clientes. Como transformar o conhecimento em valor? Como transformar a experiência para que as pessoas realmente escolham você?”.

Mais um aspecto, que Isabella destaca é de, hoje, as pessoas serem admitidas por competência técnica, mas, muitas vezes, acabarem demitidas por faltas comportamentais, emocionais. “É importante a capacidade de lidar com outras pessoas e entender as suas próprias emoções. Assim, o que espero da I Semana da Jovem Advocacia que estamos organizando é que as pessoas saiam impactadas, com novos conhecimentos e desenvolvam-se melhor. Queremos trabalhar em uma nova consciência coletiva.”

A presidente da CAJI, Amanda Marques, explica que a programação “está mesmo imperdível” para quem inicia a carreira. “Elaboramos uma grade de debates com foco em áreas que, se bem dominadas, farão toda a diferença para o profissional.”

Realizar um evento desse porte e on-line, segundo Amanda, traz a vantagem de não ficar restrito à advocacia do Distrito Federal. “Quem estiver em qualquer lugar do Brasil e do mundo poderá participar. Já está convidado!”

Rafaela Alves, organizadora do evento, pela CAJI, fala da importância da diversidade de temas nesse encontro, que é abrangente, e do momento de se discutir com profundidade, em especial, a questão do racismo estrutural na advocacia. “Esse é um debate essencial, pois é preciso ampliar os espaços de representatividade. Precisamos dar visibilidade aos juristas negros para que as jovens advogadas e jovens advogados negros possam se reconhecer em espaços de destaque.” 

O presidente da Seccional, Délio Lins e Silva Jr., destaca que “a I Semana da Jovem Advocacia reafirma o compromisso da atual gestão de trazer a OAB/DF para o século 21, chamando a atenção para novos nichos de trabalho que a tecnologia pode proporcionar à advocacia iniciante”.

PROGRAMAÇÃO

Além de palestras e debates, foram pensadas e programadas oficinas de conhecimentos práticos. Daí a importância de inscrever-se para o evento, mesmo sendo livre o acesso pelo YouTube das palestras. Só terão acesso às oficinas os que se inscreverem para acompanhá-las.

Na quarta-feira (16/9), vão tratar de Precificação de Honorários e de Excel. Na quinta-feira (17/9), as oficinas serão de Design Gráfico e de Oratória. “Com as oficinas práticas, os participantes poderão ter o conhecimento teórico e colocar a mão na massa!”, acrescenta a presidente da CAJI.

Você pode participar da I Semana da Jovem Advocacia do Distrito Federal pelo Canal da OAB/DF no YouTube.

Mais informações, a programação completa e para inscrever-se às oficinas você acessa aqui.

Comunicação OAB/DF

Texto: Montserrat Bevilaqua e Neyrilene Costa (estagiária sob a supervisão de Montserrat Bevilaqua)