Em mais uma cerimônia realizada virtualmente, a Seccional do Distrito Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/DF) recebeu, na última quinta-feira (18/6), 65 novos advogados e advogadas. A solenidade contou com a participação de membros da diretoria, presidentes e vices de subseções e comissões, além de conselheiros.

O presidente da OAB/DF, Délio Lins e Silva Junior, deixou uma palavra de incentivo aos novos profissionais que ingressam na carreira em um momento conturbado: em meio à pandemia do novo coronavírus. “O início desta nova fase para vocês será um pouco mais difícil, mas digo que a advocacia não é algo fácil também. Então, mesmo com tudo o que vem ocorrendo, podemos aproveitar este momento de dificuldade e transformar em oportunidades. Podemos sim melhorar como seres humanos e profissionais. Para isso, leiam, estudem e se capacitem”, afirmou.

Representando a turma, a nova advogada Isabella Bittencourt Tannús destacou a importância da solenidade, ainda que virtual, em razão das restrições impostas pela pandemia. “É com o coração repleto de alegria e entusiasmo que participo dessa moderna e inovadora solenidade. Parabenizo a todos que chegaram até aqui, pois sabemos das inúmeras dificuldades enfrentadas. O formato não foi igual sonhamos, mas este é um momento de celebrar a vitória e, por isso, temos que comemorar de todas as formas possíveis”, discursou.

A oradora chamou a atenção dos colegas de profissão para a missão da advocacia. “Gosto de dizer que gostamos de comunicar, de chamar a atenção do outro para aquilo que nos sensibiliza. Agora, chegou a hora de colocar tudo o que aprendemos em prática. Vai ser desafiador, mas vamos conseguir. Então, que sejamos sempre os melhores profissionais, precavidos, e dando o máximo por cada causa, e  defendendo sempre nossos clientes e a sociedade como um todo”, completou.

Para deixar uma palavra de incentivo aos novos profissionais do Direito, o presidente da Comissão de Sociedades de Advogados da OAB/DF, Vicente Coelho Araújo, destacou a necessidade de enfrentar os problemas de forma positiva. “O mundo passa por um momento difícil, que nos impede de estar presentes na OAB/DF, mas precisamos ser fortes. A advocacia tem um papel fundamental a desempenhar na defesa das garantias asseguradas a todos e ao Estado Democrático de Direito. Então, a responsabilidade do momento é maior ainda”, disse.

O paraninfo ressaltou ainda a importância de se buscar sempre novos conhecimentos para seguir na profissão. “A gente aprende a cada dia novas coisas. Vivam a plenitude da advocacia, vibrem com cada conquista, aprendam com os erros e sejam felizes”, desejou Vicente Araújo.

Conheça a OAB/DF
Para apresentar a Caixa de Assistência dos Advogados do Distrito Federal (CAADF), o presidente, Eduardo Uchôa Athayde, destacou as conquistas da instituição. “Temos dado total atenção e cuidado para a advocacia e seus familiares. Estabelecemos uma rede de informação para que todos possam saber as últimas notícias da Covid-19 e lançamos recentemente planos de saúdes exclusivos para advogados e advogadas com diversas vantagens. Conheçam a CAADF e participem de tudo”, orientou.

O conselheiro seccional Igor Abreu Farias convidou os novos profissionais do Direito a conhecerem as subseções. “Este é um dia emocionante e que me traz memórias sobre meu ingresso na advocacia. Estou mais feliz ainda em ver meu primo e ex-estagiário Matheus de Sousa seguindo essa profissão tão linda. Quero que saibam que muitas dificuldades virão, mas é possível vencer todas. Não tenham medo de perguntar quando tiverem dúvida, chamem parceiros para causas complexas, não se prendam ao dinheiro, compartilhem ideias e usem as subseções”, recomendou.

A conselheira Eliete Viana externou o carinho e felicidade que a diretoria e o conselho da Casa sentem ao receberem a nova advocacia. “Não tem como estar em uma entrega de carteiras e não lembrar da nossa. Estou muito feliz e emocionada. A pandemia em nada tira o brilho deste momento. Sintam-se acolhidos. Mais que uma profissão, a advocacia é uma missão. Desejo muito trabalho e dedicação para todos e todas”, disse.

 

Comunicação OAB/DF
Texto: Neyrilene Costa (estagiária sob a supervisão de Ana Lúcia Moura)