Na tarde desta quinta-feira (5), a Seccional do Distrito Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/DF) deu boas-vindas a mais 18 novas advogadas e novos advogados, na segunda cerimônia híbrida de entrega de carteiras (presencial e virtual) do dia, com transmissão pelo YouTube. Na sede, estiveram presentes 17 compromissandos que puderam levar até dois membros da família para a solenidade. A distância de segurança e o uso de máscaras e de álcool em gel foram observados.

O presidente da OAB/DF, Délio Lins e Silva Jr., deu a palavra, na abertura, à vice-presidente da Seccional, Cristiane Damasceno, que leu o juramento da turma, sendo repetida pelos compromissandos.

A oradora da turma, Suzy Gomes Colaço, destacou em seu discurso a satisfação de estar representando todos, de forma presencial, neste momento difícil de pandemia. “Entramos aqui bacharéis em Direito, sairemos profissionais, advogados, instrumentos capazes de mudar a vida de alguém, guerreiros, e indispensáveis à administração da justiça. Teremos ainda o desafio do jovem advogado que luta pelo cumprimento das prerrogativas.”

Falando como jovem e mulher, Suzy registrou sua homenagem, em particular, à icônica juíza Ruth Bader Ginsburg, da Suprema Corte dos EUA, recentemente falecida. Ela sempre esteve ao lado de posições de vanguarda em favor do feminismo e de minorias, sendo representante do setor progressista da corte.

Por fim, a oradora mencionou os desafios do novo normal, dentre eles o processo de virtualização do Direito, que tem o seu lado positivo, também, na avaliação dela. Segundo disse, o novo normal viabiliza aos advogados um alcance nacional, sendo possível ir muito além da Seccional em que o profissional está inscrito.

A paraninfa da turma, conselheira Bárbara Maria Franco Lira, falando aos novos profissionais, disse que se preparem, pois vão encontrar muitos desafios. “Muitas pessoas vão dizer que vocês não são capazes, que vocês não vão conseguir, mas cabe a vocês buscar a sua própria sorte, buscar uma oportunidade. A boa sorte pode chegar para todos nós. Nós somos os únicos responsáveis por criar a nossa oportunidade e a nossa boa sorte”.

Ao lado da vice-presidente da Seccional, Cristiane Damasceno, e do secretário-geral Márcio Oliveira, o presidente da OAB/DF, Délio Lins e Silva Jr., fez a entrega do certificado de participação à oradora e à paraninfa. Momento celebrado pela distância que se findou e pela alegria de a cerimônia acontecer nessa modalidade híbrida.

O presidente da Caixa de Assistência dos Advogados do Distrito Federal (CAADF), Eduardo Uchôa, fez o uso da palavra para apresentar a instituição que dirige, definindo-a como “o braço de Assistência da Ordem”. Em especial, falou aos novos profissionais que terão, ao ingressar na OAB/DF, “um atendimento médico suplementar sem paralelo em Brasília”.

Ao final, Uchôa homenageou a oradora e a paraninfa: “Enfrentei os mesmos medos delas, mas, sei que, por serem mulheres pode ter sido pior”. Em continuidade às homenagens, antecipou que a CAADF ingressará na rede de proteção às mulheres vítimas de violência.”

A vice-presidente da OAB/DF, Cristiane Damasceno, não escondeu a felicidade por estar novamente em uma atividade presencial na Casa, após oito meses longe do auditório. À turma, lançou um olhar à frente: “É uma nova caminhada. Dificuldades todos passamos, mas elas só serão gigantes se olharmos assim!” Deixou um conselho que a ajudou muito e sempre. “Não coloque limite para você! Você pode ser grande! Você vai decidir! Assim, não deixe nada limitá-lo, nenhuma questão interior (pensamentos) nem exterior (barreiras que se apresentem).”

O presidente Délio encerrou a cerimônia dizendo que estava “morrendo de saudades do auditório”. Apontando o painel instalado, contou que estava sendo inaugurado naquele momento. Poderia estar em funcionamento desde março, mas a pandemia, forçosamente, fez a OAB/DF interromper as atividades presenciais.

Délio trouxe à turma palavras sobre a responsabilidade de fazer parte de uma Casa muito procurada pela sociedade, principalmente por pessoas vítimas de violências. “Isso exige dedicação. Estou aqui, hoje, mas a gente passa e cada um deixa sua parcela de contribuição a seu tempo e a seu modo”, afirmou, para convidar todos a participarem das Comissões, das Subseções e das atividades da advocacia do Distrito Federal.

Veja aqui, no canal oficial da OAB/DF, no YouTube, a cerimônia na íntegra.

Comunicação OAB/DF

Texto: Montserrat Bevilaqua

Fotos: Valter Zica