OAB presente na Marcha contra a Corrupção

Brasília, 08/09/2011 – A OAB/DF participou da Marcha contra a Corrupção, na quarta-feira (07/09), que percorreu a Esplanada dos Ministérios. “Ver um movimento espontâneo e com predomínio de participantes jovens enche de esperança a OAB e o povo brasileiro de que teremos uma geração intolerante a atos de corrupção, bandeira que une todos os homens e mulheres de bem do nosso país. O número expressivo de cidadãos que aceitaram a convocação para ir às ruas protestar revela às autoridades do Executivo, do Legislativo e, principalmente, do Judiciário, que o povo não aguenta mais a impunidade que insiste em reinar no Brasil e exige mudança”, ressaltou o presidente Francisco Caputo.Segundo a Polícia Militar, cerca de 25 mil pessoas participaram do protesto. Os manifestantes levaram faixas, apitos e cartazes. Usavam narizes de palhaço e camisetas pretas com dizeres contra a corrupção e a impunidade.O membro da Comissão de Assuntos Tributários e Reforma Tributária da OAB/DF, Erich Endrillo, participou da manifestação com outros advogados. “A OAB sempre esteve presente aos grandes acontecimentos do país, sempre defendeu a democracia, o Estado de Direito, as liberdades, a coisa pública. Numa oportunidade como esta, a Ordem jamais poderia deixar de estar presente. Estamos aderindo a um movimento social contra a corrupção desenfreada que o Brasil enfrenta e que precisa urgentemente ser sanada”.Em seu discurso no carro de som, o presidente do Conselho Federal da OAB, Ophir Cavalcante, afirmou que o dinheiro público está indo para o ralo da corrupção. “Brasileiros e brasileiras, sem querer parodiar qualquer político, este país precisa é de vergonha na cara. O povo não tolera mais corrupção nem políticos que fazem da vida pública uma extensão dos seus interesses privados. A indignação é geral. Hoje é dia de dar o grito da independência: chega de corrupção”. Além da OAB, o movimento teve apoio da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e da Associação Brasileira de Imprensa (ABI).O coronel reformado do Exército Brasileiro, Marcos Minervino, 74 anos, esteve acompanhado de esposa, filhos e netos durante a marcha. “Vamos fazer uma corrente contra a corrupção e contra todos os desmandos. Não adianta ficar passando e-mail um para o outro dizendo que está tudo errado. Tem de ir pra rua, lutar até melhorar”.Em dezembro, os organizadores pretendem realizar uma corrida contra a corrupção. Reportagem – Thayanne BragaFoto – Valter ZicaCoordenação de Comunicação – JornalismoOAB/DF

 


Fique Informado

Fale Conosco


SEPN 516 Bloco B Lote 7 | Asa Norte | Brasília/DF | 70770-522 - Salas do Advogado

[email protected] - [email protected] - (61)3036-7000

Parceiros: