OAB/DF AJUSTA CONTAS E RACIONALIZA PREVISÕES DE GASTOS

Brasília, 22/12/2010 – Em 2010 a OAB/DF promoveu o ajuste de suas contas e prepara a aplicação do orçamento de 2011 de forma a manter a economia e a racionalidade das despesas. A previsão orçamentária de R$ 2 milhões e 100 mil, inclui a continuidade em obras de infra-estrutura e renovação tecnológica da sede da Seccional, das subseções e das salas do advogado em todo o DF. “Nosso diretor de secretaria, Rubens Murga, realizou um trabalho fantástico de previsão de receitas”, explicou o presidente da Comissão de Orçamento e Contas, André Vidigal. “Estamos bastante confiantes de poder transmitir à Tesouraria a certeza de que as despesas projetadas poderão ser realizadas com responsabilidade”, completou. Entre as medidas de recuperação do crédito está o programa Quero Ficar Legal: advogados inadimplentes têm a oportunidade de ajustar anuidades em atraso. Conforme explicou Vidigal, “muitos advogados, confiantes nesta gestão, estão regularizando seus pagamentos”. O diretor tesoureiro, Raul Sabóia, informou que o boleto da anuidade passou a ser emitido pela Caixa Econômica Federal. “Isso resultou em economia de quase 50% nos encargos”. Os boletos de 2011 já foram enviados e pela primeira vez poderão ser pagos em até 12 vezes ou em parcela única, com 10% de desconto, até o vencimento, em 10 de janeiro. Sabóia ressaltou ainda que há previsão, para o início do próximo ano, de disponibilizar o orçamento para 2011 no site da OAB/DF. “Esse será um primeiro passo, mas nossa intenção é ter no sistema toda a relação de gastos e receitas, mês a mês, para que o advogado ou quem tiver interesse possa consultar na internet”. A receita disponível para gestão da Seccional, obtida por meio das anuidades, corresponde a 65% do arrecadado. Os 35% restantes constituem as Contribuições Obrigatórias que, nos termos da Resolução CFOAB-02/2007, são rateados nos seguintes percentuais: 10% para o Conselho Federal; 20% para a Caixa de Assistência dos Advogados; 3% para o Fundo de Integração e Desenvolvimento Assistencial dos Advogados (Fida) e 2% para o Fundo Cultural. “Falando não como presidente da Comissão de Orçamento e Contas, mas como advogado que vem acompanhando de perto os trabalhos desenvolvidos pela atual diretoria, quero testemunhar que a casa tem evitado o desperdício de recursos, procurando obter sempre o melhor preço nos insumos que necessita, a fim de canalizar as receitas em prol de toda a categoria”, concluiu Vidigal. Demétrius CrispimAssessoria de Comunicação – OAB/DF


Fique Informado

Fale Conosco


SEPN 516 Bloco B Lote 7 | Asa Norte | Brasília/DF | 70770-522 - Salas do Advogado

[email protected] - [email protected] - (61)3036-7000

Parceiros: