Brasília, 26/07/2011 – A Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional do Distrito Federal, recebeu, na manhã desta terça-feira (26/07), a Associação Comercial do DF e entidades profissionais e empresariais com o objetivo de unir ideias para trazer a abertura da Copa de 2014 para Brasília.

“Esse movimento não tem dono, não é da OAB/DF, é um movimento de quem gosta de Brasília. É um dos projetos mais importantes para nossa cidade. Já nasceu grande e vitorioso, porque teve um engajamento voluntário do setor produtivo, dos trabalhadores e dos profissionais liberais. Todos estão conscientes de que a Copa do Mundo, e principalmente a abertura, trarão um desenvolvimento extraordinário para a cidade e oportunidades de negócios para todas as profissões”, ressaltou o presidente Francisco Caputo.

Para a presidente da ACDF, Danielle Moreira, é uma grande oportunidade de colocar Brasília como roteiro turístico internacional. “Não podemos admitir que o turismo estrangeiro venha ao Brasil e só conheça o nordeste ou o Rio de Janeiro”. Destacou que o movimento tem o apoio de aproximadamente 60 entidades nacionais. “De mãos dadas vamos conseguir. Sabemos que a Copa do Mundo tem a duração de um mês, mas o mais importante é o legado que ela deixará”.

Segundo o presidente da Comissão de Direito Desportivo da OAB/DF, Fernando Francisco da Silva Junior, é imprescindível mobilizar a população, “não só a mobilização em termos de defender a vinda do jogo de abertura para Brasília, mas entender os benefícios que essa vinda trará à comunidade em termos de geração de emprego, de melhoria de prestação de serviços públicos, de saúde, segurança e educação”.

Na ocasião, foi distribuído o texto “Por que Brasília deve sediar a abertura da Copa do Mundo de 2014?”. O documento aponta os principais motivos para a escolha da capital, entre eles: melhor tráfego de veículos, amplas avenidas e localizações estratégicas da cidade, a modernização do Aeroporto Internacional, além da proximidade do estádio em relação aos pontos turísticos e aos setores hoteleiros.

O próximo passo é finalizar o texto e colocar em prática as propostas debatidas, como: entregar a carta ao Comitê Organizador, promover uma caminhada em prol do movimento, confeccionar camisetas com a logomarca “A Copa começa aqui: Brasília a capital de todos!”, além de apresentar o projeto em eventos e festas.

Reportagem – Thayanne Braga
Foto – Valter Zica
Assessoria de Comunicação – OAB/DF