Brasília, 22/01/2014 – A presidente da Comissão de Direto do Consumidor da OAB/DF, Ildecer Amorim, disse, nessa quarta-feira (22), que a Operação Direito a Bordo, organizada entre o fim de dezembro e o início deste ano, trouxe melhorias para os consumidores que enfrentavam problemas no aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek. Segundo Ildecer, a OAB/DF orientou como eles devem proceder em caso de cancelamentos de voos, extravio de bagagens, desrespeito nas filas de embarque, problemas em conexões, falta de informações das companhias aéreas e atrasos.

“O nosso dever foi orientar para que o Procon/DF registre reclamações. Há relatos de muitos passageiros que chegam no guichê para cancelar o voo ou reclamar da perda de bagagem”, disse Ildecer.

Dados do Instituto de Defesa do Consumidor (Procon/DF) mostra que houveram 75 registros de reclamações de consumidores. A companhia aérea Delta Airlines teve 12 reclamações registradas, a Gol 8 e TAM 7.

Segundo Ildecer, reclamações referentes a cancelamentos de voos eram resolvidas na hora, além demais problemas que necessitaram de soluções de longo prazo. A OAB/DF e o Procon/DF cobravam das empresas com mais vigor para serem resolvidos os problemas. Ela também alertou que quando o consumidor espera mais de uma hora na fila, a companhia deve disponibilizar o telefone para solucionar os problemas de imediato.

O diretor-geral do Procon-DF, Todi Moreno, disse que a operação foi bem sucedida. “Quando todas as forças se unem para melhorar o direito do consumidor é uma grande vitória, e a iniciativa da OAB/DF foi excelente, pois mostra que os órgãos de competência estão de olho nas injustiças contra os consumidores”, ressaltou.

Operação Direito a Bordo

A Operação Direito a Bordo foi lançada no dia 20 de dezembro, em parceria da Comissão de Direto do Consumidor com o Procon-DF. O objetivo é garantir aos consumidores adequada prestação dos serviços de transporte aéreo.

O atendimento é feito com uma van do Procon Móvel fica estacionada perto do saguão do Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, para auxiliar os passageiros que se sentem lesados pelo serviço prestado pelas companhias aéreas.

De janeiro a outubro de 2013, o Procon recebeu mais de 500 reclamações referentes a viagens aéreas. “O Procon/DF e a Ordem dos Advogados do Distrito Federal não irão tolerar nenhum tipo de abuso com o consumidor por parte das companhias aéreas. O Distrito Federal larga na frente como exemplo para todo o Brasil”, destacou o diretor-geral do Procon/DF, Todi Moreno.

O site do Procon/DF disponibiliza uma cartilha online com dicas sobre o que deve ser feito antes de embarcar apontando os direitos dos passageiros em caso de atraso e cancelamento de voos.

Reportagem – Hícaro Teixeira
Foto –  Valter Zica
Comunicação social – jornalismo
OAB/DF