Os advogados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) renovaram nesta segunda-feira (4) o cartão de identidade profissional no próprio local de trabalho. Uma equipe da Comissão de Seleção da OAB/DF esteve na autarquia. A presidente da Seccional, Estefânia Viveiros, e o vice-presidente, Ibaneis Rocha, acompanharam o procedimento. O objetivo da Ordem é facilitar a renovação do documento, tendo em vista que após 30 de janeiro de 2009 os cartões antigos perderão a validade. Eles estão sendo substituídos por modelos com chip e código de barras. A troca é exigência do Conselho Federal da OAB para inserir o advogado no processo de informatização. O novo cartão tem validade indeterminada e conta com certificação digital, o que possibilita o peticionamento eletrônico. Para o sucesso da renovação, os advogados devem estar em dia com as obrigações financeiras relativas a inscrição na Ordem. Para efetuar a troca é necessário apresentar o documento antigo e uma foto 3×4 com as seguintes especificações: deve ser recente, revelada em papel sem brilho, com contraste, fundo branco, traje profissional de cor escura, sem data, sem bordas e sem marcas. A foto pode ser colorida ou em preto e branco. A taxa para substituir o cartão é de 35 reais. Advogados que não renovaram o cadastro em 2002 devem substituir o cartão e a carteira, com o custo de 70 reais.

Locais Os postos de renovação de carteira são: sede da OAB/DF (516 Norte), Subseção de Taguatinga, Fórum de Taguatinga e Fórum do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios. A OAB/DF funciona das 9h às 18h30; a Subsecção de Taguatinga funciona das 8h às 12h e das 14h às 18h; e os fóruns têm expediente das 12h às 18h. Mais informações pelo telefone 3035.7236.

Advocacia pública Durante a visita à Conab, o subprocurador da Procuradoria de Matéria Administrativa (Sumad), Daniel Ivo Odon, pediu o apoio da Seccional na defesa da advocacia pública. Segundo Odon, deve existir igualdade entre a classe. A presidente e o vice afirmaram que é interesse da OAB/DF ouvir as reivindicações dos profissionais. Rocha sugeriu que a Conab se reunisse com o presidente da Comissão de Advocacia Pública da OAB e da Seccional. Fotos: Valter Zica/OAB-DF