Brasília, 18/02/2011 – O setor de Tecnologia da Informação da OAB/DF está sendo todo reestruturado para receber equipamentos de alta tecnologia. Os primeiros passos tomados para a mudança no setor foi a compra de um firewall e de um “IP Profissional” (Link Dedicado com Fibra Óptica, velociade de 4Mbps com serviço TC IP Connect, que irá atender o edifício sede), aquisição, instalação e padronização de um link de 4Mb (ADSL), em todas as salas externas da OAB/DF.

De acordo com o coordenador de TI da Entidade, André da Fonseca, o setor é considerado estratégico. “A informática é uma grande ferramenta que deve estar à disposição da empresa, abrangendo aspectos operacionais, gerenciais, estratégicos e compreendendo aplicações que devem focar o negócio de qualquer instituição”.

Um levantamento detalhado de toda a estrutura do setor apontou uma TI ultrapassada e defasada em relação a equipamentos de rede e servidores. Para mudar essa realidade, um planejamento está sendo feito, afim de atender as necessidades emergenciais e, com isso, investir em tecnologia de ponta. Já foram adquiridas licenças de anti-vírus corporativo e 150 computadores da Dell Computadores, licenciados pela Microsoft.

Os próximos passos são a execução do projeto de cabeamento estruturado com certificação, que é a garantia de que tudo estará funcionando de acordo com as normas técnicas definidas pelos padrões nacionais e internacionais de instalação. Também serão colocadas em prática solução de LAN cabeada e wireless; reestruturação da telefonia “LAN (cabeada+ wireless) e WAN”, para utilizar a telefonia IP. Haverá ainda a Interligação dos andares da OAB/DF com o Data Center, através de fibra óptica e aquisição de novos switchs.

Com isso a rede wirelees da OAB/DF também será modernizada, passando a ter mais segurança e controle. Para os visitantes, será criada uma rede wirelees independente, que irá atender a ESA, o auditório e todo o quarto andar do edifício.

Outra mudança é a construção de um novo Data Center para abrigar os novos equipamentos e suportar todo crescimento do parque tecnológico da OAB/DF, garantindo uma proteção máxima da segurança dos dados e equipamentos de TI. “Essa sala segura é fundamental para o avanço tecnológico na OAB/DF”, explica André.

Com toda essa estrutura de ponta será possível a implementação do Gerenciamento Eletrônico de Documentos (GED). Busca-se a aplicação de sistemas eficientes para procederem o gerenciamento eletrônico da imagem e da informação de documentos, permitindo acesso de forma ágil e segura, garantindo informação necessária, na hora exata, para a pessoa certa.O processo deixará de ser físico, ficará disponível eletronicamente, podendo ser acompanhado via web.

“Essas mudanças colocam a OAB/DF definitivamente no século XXI. São tecnologias que garantem agilidade administrativa e processual. Eficiência necessária à Entidade em plena Era de processo eletrônico, realidade em vários tribunais brasileiros”, destacou o presidente da Seccional, Francisco Caputo.

Priscila Gonçalves
Assessoria de Comunicação – OAB/DF