Brasília, 21/12/2010 – Chapeuzinho Vermelho, Mickey, Cinderela, Homem Aranha, Batman e outros personagens de desenhos animados recepcionaram cerca de 1.300 crianças na 8ª Festa de Natal do Correio Braziliense Solidário, no domingo (19/12), no Colégio Mackenzie.  O evento contou com a parceria da OAB/DF. “Não podíamos ter encerrado o nosso ano de uma forma melhor, praticando o bem e solidarizando com essas crianças que tiveram menos oportunidades que nós, mas que hoje mostram, com a alegria de cada uma delas, que a vida pode ser muito boa, independentemente de recursos materiais que nós temos”, ressaltou o presidente da OAB/DF, Francisco Caputo. Com um pincel e tinta vermelha na mão, a presidente da Comissão da Mulher Advogada da OAB/DF, Maria Claudia Azevedo de Araujo, desenhou um coração não só nas crianças, mas, em advogados e voluntários. “Pintei todo mundo. Acho que o coração de todos estava estampado na cara”, frisou. “é muito emocionante. Quem veio neste ano, com certeza voltará no ano que vem. Acho que ganhamos muito mais do que as crianças. Viramos crianças também, aqui era uma verdadeira Disney pra nós”. Músicas, palhaços, brinquedos infláveis e pintura divertiram os pequenos. Foram servidos lanches e pizzas. “Comi cinco pizzas”, disse Thalyta Moraes, 7 anos. Relembrou que participou do evento do ano passado. “Foi muito legal, ganhei uma boneca bailarina”. A presidente da Comissão de Direitos Sociais da OAB/DF, Francisca Aires, ressaltou a importância da Ordem buscar parcerias com trabalhos como o realizado pelo jornal Correio Braziliense. Segundo ela, na atual gestão, o trabalho social está sendo feito pela Seccional. “Mais do que isso, este trabalho está sendo vivenciado. As crianças ficaram estarrecidas quando entraram no ginásio e viram aquela quantidade de brinquedos, com o palco cheio de personagens. Para elas, foi um dia muito especial, a gente viu isso nos olhos delas”. Além de advogados, conselheiros e funcionários da OAB/DF, o secretário-geral, Lincoln de Oliveira, também esteve presente. Contou que foi a primeira vez que participou desse evento e parabenizou o Correio e demais parceiros pela iniciativa. “Essa iniciativa é brilhante, aproxima a sociedade carente de toda sociedade em geral. Isso é uma forma de ressocialização do ser humano”. “Calma, calma. Espera a sua vez”, orientava o advogado Igor Tokarski, na fila do pula-pula. Um dos voluntários da festa, para Tokarski, “é um sentimento de alegria. Nós adultos somos contagiados pelas crianças, é um momento da gente repensar em algumas coisas. O nosso dia-a-dia é tomado por compromissos que nos exige muita responsabilidade e seriedade. Hoje é o dia para gente voltar a nossa infância e dedicar um pouco de alegria para essas crianças”. O palhaço Psiu animou toda a garotada com coreografias. “O meu sonho sempre foi trabalhar com crianças carentes e foi por meio da OAB/DF que tive essa oportunidade. Estou muito feliz. No final do evento, cada criança abraçou o Papai Noel e ganhou um presente. “Que maravilha”, exclamou Mirela Ferreira, 4 anos, ao abrir o seu presente. Encantada com a boneca nova, disse: “Ela é linda!” A presidente do Correio Solidário, Nazareth Teixeira Costa, explicou que o trabalho é realizado durante o ano inteiro. “O nosso trabalho não é só isso aqui. Visitamos as 17 creches e um asilo, fazemos uma vistoria, exigimos algumas melhorias e doamos cheques. No final do ano, compramos os brinquedos e contamos com a ajuda de voluntários”. Nazareth se emocionou ao contar a novidade desse ano, “crianças que não conheciam pizza, puderam conhecer. Hoje é o meu dia de alegria”. Segundo o presidente dos Diários Associados, álvaro Teixeira da Costa, “esse ano a OAB/DF aderiu, com todo o seu corpo diretivo, a essa nossa iniciativa e veio nos dar o brilho e a ajuda. Hoje é o dia mais gratificante do ano. A gente percebe, in loco, na formação do evento, um pouco de benefício que estamos trazendo. Se a gente puder fazer mais, se Deus nos der força, vamos fazer!” Thayanne Braga Assessoria de Comunicação – OAB/DF