Brasília, 24/10/2012 – O presidente da OAB/DF, Francisco Caputo, participou de reunião com o secretário de Administração Pública do DF, Walmir Lacerda, com o diretor-geral da Polícia Civil do Distrito Federal, Jorge Luiz Xavier, e com os representantes do Sindicato da Polícia Civil (Sinpol), na terça-feira (23/10), para discutir os rumos da greve que já dura 64 dias.

Caputo foi convidado pelo Sinpol para auxiliar nas negociações, devido à credibilidade da OAB/DF, e declarou: “O apelo que faço, representando a sociedade civil que está sofrendo com a greve, é de que o movimento seja suspenso. Acredito que com o fim da greve o diálogo avançará ainda mais, com possibilidade de num futuro próximo haver um ganho muito grande para a PCDF e para todos”.

A reunião contou também com a participação dos secretários de Segurança Pública, Sandro Avelar, de Planejamento, Ronaldo Camilo, de Fazenda, Marcelo Piancastelli de Siqueira e do deputado distrital Wellington Luiz.

Segundo Walmir Lacerda, dos quatro pontos da pauta de reivindicações, três já estão encaminhados, como por exemplo a inclusão do plano de saúde a partir de janeiro de 2013. “A presença de todos esses secretários demonstra a importância da categoria para o governo do Distrito Federal”.

As negociações continuaram na manhã desta quarta-feira (24/10), e o Sinpol apresentará os resultados na assembleia das 15h, onde a categoria irá decidir os rumos da greve.

Reportagem – Priscila Gonçalves

Foto – Valter Zica
Comunicação Social – Jornalismo
OAB/DF