O presidente da OAB/DF, Francisco Caputo, compôs, nesta sexta-feira (9/7), a mesa da solenidade de posse do mais novo integrante da Corte de 2ª Instância do TJDFT, desembargador João Egmont.

Uma cerimônia marcada pela emoção mostrou um desembargador com mais de 20 anos na magistratura, acima de tudo grato a Deus e à família. Seu pai, Waldir Leôncio Cordeiro Lopes, advogado com a inscrição número 9 na Seccional do Distrito Federal, contou que sua carteira de advogado foi feita na boleia de um caminhão. Na época, outubro de 1960, era o local onde funcionava a OAB/DF. Ele disse que sua maior missão de vida foi educar os filhos. Dos sete, cinco são bacharéis em Direito: dois juízes e três advogados. “Eu me sinto mais feliz vendo meus filhos ocuparem esses cargos do que se fosse eu próprio a ocupá-los. Eu e a mãe deles (Terezinha Filizola de Alcântara Lopes) somos muito felizes por termos alcançado esse privilégio”, declarou Cordeiro Lopes.

Na cerimônia, o presidente do TJDFT, desembargador Otávio Augusto Barbosa, disse ser uma difícil missão para o recém-empossado ocupar a vaga da desembargadora Maria Beatriz Parrilha, que precocemente encerrou a carreira de magistrada por problemas de saúde.

O desembargador João Egmont irá compor a 5ª Turma Cível e a 3ª Câmara Cível do TJDFT, conforme Portaria GPR 843, de 8 de julho de 2010.