Brasília, 25/02/2013 – A Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) realizou homenagem ao ministro Sálvio de Figueiredo Teixeira, falecido no dia 15 de fevereiro. A cerimônia aconteceu na quinta-feira (20).

Walter Moura representou a Seccional e, em seu discurso, enalteceu as qualidades de Sálvio como o jurista que foi formador e fomentador da nova magistratura brasileira. “Ministro Sálvio foi um juiz e um homem à frente de seu tempo. Sua fala, arguta e certeira, fez traduzir por diversas vezes aos mais simples as complexidades da toga, lançando semente e proclamando a Justiça Cidadã”, reforçou.

Sálvio Figueiredo se aposentou em 2006, após 16 anos de trabalho na corte, onde chegou a ocupar a vice-presidência. Atuou na elaboração do novo Código Civil e nas reformas do Judiciário e do Código de Processo Civil. Ele também idealizou a Escola Judicial Desembargador Edésio Fernandes (Ejef), do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, e a Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam).

Reportagem – Nádia Mendes
Comunicação Social – Jornalismo
OAB/DF