Brasília, 02/2/2015 – Para lembrar o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto, a Associação Cultural Israelita de Brasília (ACIB) promoveu na última sexta-feira (30) um ato solene marcando a data. Além de lideranças judaicas e de sobreviventes do Holocausto, o evento contou com a presença do embaixador da Polônia, Andrzej M. Braiter, do ministro da Embaixada de Israel, Lior Ben Dor, e representantes de diversas religiões.

A OAB/DF foi representada pelo vice-presidente da Comissão de Liberdade Religiosa, Bernardo Pablo Sukiennik. Segundo Sukiennik, é fundamental lembrar e contar às gerações mais novas os fatos ocorridos “naquela época maldita da humanidade”, destacou.

“Há quem ainda hoje tente negar o genocídio cometido pelo regime nazista contra judeus, ciganos, negros e homossexuais. A memória deve vincular-se ao tempo presente para reafirmar a dignidade humana e a importância da liberdade religiosa”, disse.

Durante a solenidade foram acesas seis velas em homenagem aos seis milhões de judeus mortos pelo Estado nazista. Também foram lembradas as vítimas do atentado ocorrido em Buenos Aires contra a sede da Associação Mutual Israelita Argentina (AMIA), em 1994, quando uma explosão deixou 85 mortos.

Comunicação social – Jornalismo
Fotos – Natan Guterman
OAB/DF