Brasília, 12/04/2012 – O Tribunal de Ética e Disciplina (TED) da OAB/DF solicitará ao delegado da Polícia Federal, Ademir Cardoso Júnior, os nomes dos advogados envolvidos em saques fraudulentos de precatórios na Caixa Econômica Federal, até mesmo em nome de pessoas falecidas. A notícia foi publicada no Correio Braziliense, nesta semana.

Ao tomar conhecimento, o presidente da OAB/DF, Francisco Caputo, determinou a imediata apuração do caso. “Consideramos o fato bastante grave, uma vez que os envolvidos praticaram condutas que comprometem muito a dignidade da advocacia”.

Conforme investigação da Polícia Federal, um grupo de advogados foi flagrado efetuando retiradas, com promissórias conseguidas ilegalmente, de precatórios ganhos na Justiça por funcionários da Previdência Social. O delegado informou que pelo menos três advogados foram identificados em filmagens do circuito interno da CEF e por depoimento de funcionários.

Como os nomes dos envolvidos não foram divulgados, a OAB/DF, por meio do presidente do TED, Claudismar Zupiroli, decidiu requerer ao delegado responsável a lista dos advogados identificados, para instaurar procedimento ético-disciplinar. “Como o fato ocorreu em Brasília, a competência para investigar e eventualmente punir os advogados envolvidos, independentemente de onde forem inscritos, é do TED da OAB/DF”, explicou.

Reportagem – Helena Cirineu
Comunicação Social – Jornalismo
OAB/DF