OAB/MS condena ato de procuradora e juiz e repudia invasão da OAB/DF

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul, Fábio Trad, condenou o ato da procuradora do Ministério Público Federal Anna Carolina Maia, que pediu busca e apreensão de documentos na sede da OAB do Distrito Federal, em operação efetuada pela Polícia Federal, e o ato do juiz Ricardo Augusto Soares Leite, da 10ª Vara Federal Criminal, que deferiu o absurdo pedido, na última segunda-feira. O objetivo era recolher, na sede da Seccional, material que já havia sido disponibilizado pela Ordem e outros que ainda não haviam sido solicitados. “Foi um ato de covardia que beira o grotesco”, destacou o presidente com indignação. Segundo ele, a atitude da procuradora e do juiz “é um ato que deprecia e denigre a magistratura federal e o Ministério Público Federal, que nunca foram conhecidos pela arbitrariedade e prepotência, e sim pela defesa e tutela das liberdades públicas”. Fábio Trad enfatizou que a Seccional de Mato Grosso do Sul rechaça qualquer gesto de arbitrariedade e está solidária com a OAB do Distrito Federal e irmanada com o Conselho Federal no sentido de somar forças que demonstrem o repúdio e a reprovação deste ato vergonhoso para o Brasil. O presidente da OAB-MS lembrou que o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil decidiu processar, por abuso de poder, a procuradora e o juiz. O colegiado também decidiu protocolar representações no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), contra a procuradora, e no Conselho Nacional de Justiça (CNJ), contra o juiz.


Fique Informado

Fale Conosco


SEPN 516 Bloco B Lote 7 | Asa Norte | Brasília/DF | 70770-522 - Salas do Advogado

[email protected] - [email protected] - (61)3036-7000

Parceiros: